Vendas para o Natal podem crescer até 5%, diz FCDLESP

  •  
Vendas para o Natal podem crescer até 5%, diz FCDLESP Foto: Divulgação

Mesmo após o sucesso da Black Friday, a expectativa de vendas para o natal aumenta e ajuda o crescimento do comércio brasileiro.

Segundo uma pesquisa realizada pela FCDLESP (Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo), as expectativas de vendas para este ano são de 3% a 5% a mais que 2017, de acordo com 75% das CDLs (Câmaras de Dirigentes Lojistas) do estado. 'Diferente do ano passado, consumidores e lojistas estão mais animados e com mais perspectivas para 2019. Creio que isto vai ajudar nas vendas do Natal, pois também é um período de esperanças por um ano mais positivo e de renovações políticas', afirma o presidente da FCDLESP, Maurício Stainoff.

Ainda de acordo com dados da pesquisa, o ticket médio de compra pode ser entre R$ 100,00 e R$ 200,00, com destaque para os setores de vestuário, eletrônicos, seguido por cosméticos e brinquedos. 'Os lojistas que investirem em decorações de Natal e vitrines customizadas para esta data têm mais chances de convencer o consumidor a entrar na sua loja. Isso é o que acredita cerca de 60% dos entrevistados', afirma Stainoff.

Regiões que concentram grande comércio popular, como o bairro de Santa Ifigênia, os dados da pesquisa são ainda mais positivos. De acordo com o presidente da CDL Santa Ifigênia, Joseph Riachi, o aumento pode ser de 7% a 9% para a região, tanto em loja física quanto online. 'O e-commerce tem sito apontado como método mais eficaz, porém, existem pessoas que ainda gostam do contato na hora da compra para checar o produto e tirar dúvidas' explica.

Já o presidente da CDL do Bom Retiro, Nelson Jr., acredita que o aumento das vendas pode acontecer para lojistas que investem mais em marketing agressivo, muita divulgação, preços atrativos e promoções pontuais.

A expectativa da CDL de Santos é o lançamento de novos produtos e, apesar da economia atual, possuir criatividade em novas vendas é a solução para o aumento dos negócios, pois o que chama atenção é a exposição de novidades, aguçando a curiosidade dos consumidores.

No Guarujá, a opção de facilitar o pagamento e possuir horário diferenciado de funcionamento são estratégias para melhorar o consumo desta época do ano. 'Devido à crise econômica o orçamento ainda está baixo e as promoções fazem a diferença', acrescenta o presidente da CDL do Guarujá, Orlando Jr.

A região do ABC espera crescimento de até 3% nas vendas com ticket médio de R$ 150 a R$ 200. São Bernardo do Campo acredita que, para melhorar o consumo atual, negociar a venda por crédito e parcelas podem ser uma boa estratégia, junto de promoções e descontos. 'Além dos setores mais tradicionais, bares e restaurante também podem ter mais movimento até o Natal', explica o presidente da CDL de São Bernardo do Campo, Marcello Alexandre.

A região de Sorocaba, por exemplo, espera um crescimento de 5% nas vendas de Natal. 'O ticket médio pode ser entre R$ 100 e R$ 150,00. Promoções e outros atrativos devem fortalecer o comércio', afirma o presidente da CDL de Sorocaba, Antônio Luís de Almeida.

(Redaçã0 - Investimentos e Notícias)