Indicador de recuperação de crédito segue em desaceleração

O indicador de recuperação de crédito da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplentes –, caiu 5,8% em maio, na comparação com abril, descontados os efeitos sazonais. O indicador mantém a trajetória de desaceleração no acumulado em 12 meses (comparação entre jun/13 até mai/14 e jun/12 até mai/13), e passou de 1,9% em abril para 1,0% em maio. No acumulado do ano, houve inversão de tendência, passando de 0,4% em abril, para -1,1% neste último mês.

BB atinge recorde de contratação na linha de antecipação do 13º salário

O Banco do Brasil atingiu recorde de contratação na linha BB Crédito 13º salário, com saldo total em carteira de R$ 1,5 bi, o maior já registrado. O crescimento de contratação foi de 24% no 1° trimestre de 2014, em comparação com o mesmo período de 2013. Apenas em fevereiro, o crescimento foi de 31%, comparado com o mesmo mês do ano anterior.

Crédito imobiliário atingiu R$ 9,2 bilhões em abril, revela Abecip

A Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip) anunciou nesta segunda-feira, 09, que o volume de empréstimos para aquisição e construção de imóveis somou R$ 9,2 bilhões em abril, o melhor resultado para um mês de abril nos últimos 20 anos. Comparado ao mesmo período do ano passado, apurou-se crescimento de 10%, e em relação ao mês anterior (março), observou-se alta de 11%.

Consumidores buscaram mais credito em maio

De acordo com o Indicador Serasa Experian da Demanda do Consumidor por Crédito, a quantidade de pessoas que buscou crédito aumentou 8,5% em maio/14 na comparação com abril/14. Já em relação a maio/13 o aumento da procura por crédito foi de apenas 1,4%. No acumulado dos primeiros cinco meses deste ano, a demanda do consumidor por crédito mostrou queda de 3,9%% perante o período de janeiro a maio de 2013.

Mantega afirma que crédito no país passou por uma verdadeira revolução

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, destacou hoje durante apresentação da evolução do crédito no país que o Brasil teve uma "verdadeira revolução" no setor. Segundo ele,  o mercado de capitais evolui muito nos últimos anos e a bolsa de valores está entre as dez maiores do mundo em volume de recursos e investimentos. Em reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), o ministro também destacou que, mesmo com a crise iniciada em 2008, as empresas têm mais de R$ 1 trilhão em bolsa de valores, mais do que há uma década.

Vendas a prazo no comércio recuam pela 3ª vez consecutiva

O indicador de vendas a prazo no comércio, calculado pela CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), repetiu o comportamento de baixa verificado nos últimos dois meses e recuou -2,08% no mês de maio, em relação ao mesmo período do ano passado.

Assinar este feed RSS