Beneficiários do INSS já podem consultar o informe de rendimentos para o IRPF 2019

  •  
Informe de rendimentos do INSS Fonte: Reprodução Informe de rendimentos do INSS

Contribuintes que precisam declarar o Imposto de Renda devem utilizar as informações presentes nos informes de rendimentos para enviar os dados corretos para a Receita Federal.

Além de contar com os informes de rendimentos enviados pelas corretoras de valores, pelas instituições bancárias e pelas fontes empregadoras, quem é beneficiário do INSS deve informar os dados presentes no documento disponibilizado no portal da Previdência Social.

Contar com este documento é fundamental para não cair na malha fina. Isso porque a Receita Federal cruza os dados enviados pelos contribuintes e pelas instituições, como o INSS. Quando é constatada alguma divergência entre as informações, o cidadão é obrigado a comprovar o que foi apresentado.

Além disso, o informe de rendimentos do INSS também é importante para que o contribuinte informe corretamente a parcela isenta do tributo. Esse processo é fundamental, principalmente, para aposentados e pensionistas que podem usar essa parcela para somar na parte que deve ser deduzida do tributo do Imposto de Renda.

Para que o contribuinte tenha acesso ao informe de rendimentos do INSS, ele deve seguir alguns passos bem simples.

Antes de tudo, o beneficiário do INSS precisa contar com alguns documentos e dados que são importantes para que ele tenha acesso aos portais digitais da Previdência Social. Número do benefício, data de nascimento, nome completo e o registro do CPF são alguns dados que devem ser inseridos.

Com a posse desses dados, o contribuinte deve acessar o ambiente online da Previdência Social, para a consulta ao informe de rendimentos do INSS pode ser utilizado tanto o portal online, quanto o aplicativo.

Para fazer login nesse ambiente, é necessário informar o número do CPF e a senha. Essa senha é definida no momento do primeiro cadastro no site e pode ser redefinida, caso o cidadão tenha esquecido.

Após entrar no portal ou no aplicativo "Meu INSS" com o login e a senha, o contribuinte deve procurar a opção "Extrato para Imposto de Renda (IR)". Neste campo, é possível gerar o informe de rendimentos do INSS, que pode ser salvo ou mesmo impresso.

Entrega da declaração do Imposto de Renda em 2019

Em 2019, a declaração do Imposto de Renda deve ser enviada para a Receita Federal até o dia 30 de abril. Os contribuintes podem utilizar o programa da Receita ou mesmo o aplicativo "Meu Imposto de Renda" para enviarem as informações.

Como ainda há pouco mais de 1 mês para encerrar o prazo, os beneficiários que ainda não consultaram o informe de rendimentos do INSS podem fazer isso para evitar erros no preenchimento das informações.

Além disso, é preciso utilizar também os documentos enviados pelas outras fontes. Caso estes documentos não estejam em posse do contribuinte, é necessário entrar em contato com as instituições e evitar correrias perto do fim do prazo.

É interessante destacar que, assim como acontece com o informe de rendimentos do INSS, muitas vezes, os outros documentos também podem ser consultados pela internet. Entre as instituições bancárias, por exemplo, muitas oferecem a possibilidade dos seus clientes obterem este documento por meio do aplicativo oficial.

De qualquer forma, a recomendação da Receita é que os contribuintes não deixem para procurar estes documentos em cima da hora. A multa para quem atrasar o envio da declaração do Imposto de Renda começa em R$165,74 e pode chegar a 20% do valor do imposto devido pelo cidadão.

Além disso, a informação errada pode levar o contribuinte para a malha fina. O resultado é a demora para receber a restituição do Imposto de Renda e a necessidade de esclarecer as informações apresentadas para regularizar a situação do situação do CPF da pessoa.