Investidores de olho nos EUA e Itália

  •  
Investidores de olho nos EUA e Itália (Foto: Divulgação) Investidores de olho nos EUA e Itália

Nesta segunda-feira, 05, os principais índices acionários globais deverão apresentar sinais opostos com investidores de olho na decisão do presidente dos Estados Unidos em elevar as taxas sobre o aço e no resultado das eleições na Itália. Com isso, as bolsas operam de lado nesta manhã.

Ásia

As bolsas da Ásia fecharam na maioria em baixa. Nikkei, referência da Bolsa de Tóquio, fechou a sessão desta segunda-feira em baixa de 0,66%, atingindo seu menor nível em mais de quatro meses. Na China, o Xangai Composto subiu 0,07%, enquanto em Honk Kong, o Hang Seng cedeu 2,28%. Em Seul, o Kospi fechou em baixa de 1,13%.

Europa

Enquanto isso, na Europa, as bolsas apresentam ganhos.

Números preliminares apontam que a coalização de centro-direita será a vencedora das eleições na Itália, com 37% dos votos. Em segundo lugar aparece o Movimento 5 Estrelas com 31% dos votos.

Entre os dados da agenda, o PMI de serviços da Área do Euro registrou recuou entre janeiro e fevereiro, passando de 58 para 56,2 pontos, pouco abaixo da estimativa prévia e do esperado (56,7, em ambos os casos).

EUA

Em Wall Street, o indicador futuro das bolsas norte-americanas aponta para uma abertura em campo positivo.

Brasil

Aqui no Brasil, o Ibovespa deverá refletir o cenário de maior cautela nos mercados internacionais e às projeções contidas no relatório Focus.

Agenda

E abrindo a agenda de indicadores internos, o Banco Central (BC) divulgou o boletim Focus, que na medição, a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) nacional para 2018 ficou em 2,90%. Já para 2019, o prognóstico do PIB permaneceu em 3,00%.

Câmbio

Por fim, no mercado de câmbio, o dólar deverá apresentar ganhos em relação às demais moedas em linha com o cenário de possível aumento nas restrições ao comércio global.

(MR – Investimentos e Notícias)