Brasileiros de seis novos países poderão sacar FGTS

Brasileiros que vivem em seis países – Austrália, Canadá, Colômbia, Guiana Francesa, Suriname e Venezuela – já podem sacar o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) sem voltar ao Brasil. A Caixa Econômica Federal estendeu a facilidade aos emigrantes que residem nesses lugares.

Prato predileto dos brasileiros é o churrasco

O Groupon realizou uma pesquisa com cinco países da América Latina, sobre preferências e comportamentos gastronômicos, revelando um pouco a respeito do paladar e das práticas mais comuns dos latino-americanos. Cerca de cinco mil pessoas participaram do estudo, realizado no Brasil, Chile, Argentina, Colômbia e México.

Consumidores brasileiros evitam compras parceladas

O número de consultas ao banco de dados do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) para vendas a prazo registrou alta de 1,81% em janeiro deste ano, na comparação com o mesmo mês de 2014. Embora este crescimento na comparação anual seja o segundo maior observado nos últimos 12 meses, a recuperação do ritmo de vendas parceladas ainda não se configura uma tendência, uma vez que a economia brasileira segue em desaceleração, com efeitos negativos sobre o emprego, a renda do consumidor e o apetite ao consumo do brasileiro. A alta de 1,81% representa o menor crescimento para meses de janeiro de toda a série histórica do SPC Brasil. Nos anos anteriores, as altas haviam sido de 5,07% (2014) e de 3,88% (2013).

Brasileiros começam 2015 mais pessimistas, revela CNI

Nesta sexta-feira, 30, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) revelou que o Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (INEC) caiu 4,6% em janeiro em relação a dezembro e é 8,5% inferior ao registrado em janeiro de 2014. Foi a terceira queda consecutiva do indicador, que está 6,1% abaixo da média histórica, que é de 111,1 pontos.

46% dos brasileiros não fazem atividade física suficiente, diz IBGE

Quarenta e seis em cada 100 brasileiros não fazem atividade física suficiente no lazer, no deslocamento ou no trabalho, segundo informações divulgadas hoje (10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em sua Pesquisa Nacional de Saúde (PNS). O IBGE considerou na pesquisa que, para ser suficiente, é preciso praticar uma atividade física por pelo menos 150 minutos por semana.

  • Publicado em Saúde
Assinar este feed RSS