Preço do aluguel de imóveis comerciais encerra junho em alta de 0,13%

O preço médio de venda de imóveis comerciais encerrou junho de 2019 próximo da estabilidade, com queda de 0,19%, enquanto o preço médio de locação do segmento apresentou alta nominal de 0,13% no mesmo período. Comparativamente, a inflação medida pelo IPCA (IBGE) registrou ligeiro recuo de 0,03% no último mês, enquanto o IGP-M (FGV) apontou alta mensal de 0,80%. Entre as cidades monitoradas pelo Índice FipeZap Comercial, São Paulo se destacou com a maior elevação no preço médio de venda de imóveis comerciais (+0,26), enquanto Campinas apresentou novamente a maior variação no preço médio de locação e salas e conjuntos comerciais (+1,37%).

Expansão de condomínios fechados pode aquecer mercado imobiliário

Tem sido cada vez mais comum a procura por imóveis em condomínios fechados que fogem da regra dos edifícios verticais convencionais. Geralmente localizados em áreas mais afastadas dos grandes centros urbanos, eles se caracterizam por oferecer mais tranquilidade, privacidade, espaço para o lazer das crianças e, principalmente, segurança. Antigamente destinados somente a pessoas com um alto poder aquisitivo, atualmente, estão mais acessíveis também à classe média.

Pesquisa do Secovi-SP aponta alta de 3,04% no preço médio do aluguel na Capital

A Pesquisa Mensal de Locação Residencial do Secovi-SP (Sindicato da Habitação) aponta um aumento de 3,04% no valor de locação residencial, na cidade de São Paulo, no período acumulado de 12 meses (julho de 2018 a junho de 2019). O percentual ficou abaixo do IGP–M (Índice Geral de Preços – Mercado), da Fundação Getúlio Vargas, que apresentou variação de 6,51% no acumulado de 12 meses. Em junho, a variação foi de 0,90%, e no acumulado deste ano (janeiro a junho) chegou a 2,21%

Mercado imobiliário pode ser afetado caso governo libere saques do FGTS

Para o trabalhador que quer conquistar a casa, um dos principais recursos a serem utilizados é o saldo do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Criado com o objetivo de proteger o trabalhador demitido sem justa causa, mediante a abertura de uma conta vinculada ao contrato de trabalho, além da garantia de um dinheiro extra caso haja perda do emprego, o FGTS é muito utilizado por trabalhadores que desejam adquirir um imóvel. No entanto, caso o governo federal opte pela liberação de saques de contas ativas do Fundo, como consequência pode haver uma redução na aquisição de imóveis.

Custos condominiais registram ligeira alta de 0,68%

Conforme apurado pelo departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP (Sindicato da Habitação), em maio, os custos condominiais registraram um ligeiro aumento de 0,68% na Região Metropolitana de São Paulo. A variação acumulada em 12 meses (junho de 2018 a maio de 2019) foi de 5,87%, percentual abaixo do IGP-M (Índice Geral de Preços - Mercado), da Fundação Getúlio Vargas, que apresentou variação de 7,64% no mesmo período.

Preço médio de locação residencial tem nova alta em maio, superando a inflação no mês

o Índice FipeZap de Locação Residencial encerrou o mês de maio de 2019 com variação nominal de +0,56% - a sexta alta consecutiva. O percentual observado no mês superou novamente a inflação medida pelo IPCA/IBGE (+0,13%), impondo uma alta real do preço médio de locação de imóveis residencial no último mês (+0,43%). Entre as 11 capitais monitoradas pelo Índice FipeZap, Fortaleza foi aquela que apresentou a maior elevação de preço em maio (+2,75%), enquanto Belo Horizonte foi a única cidade monitorada a apresentar queda no preço médio de locação residencial no período (-0,21%).

Assinar este feed RSS