Assessores dizem que Delcídio provará inocência

  •  
le é investigado sob a acusação de atrapalhar a parte da investigação da Operação Lava Jato que cita o ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró Foto: Divulgação le é investigado sob a acusação de atrapalhar a parte da investigação da Operação Lava Jato que cita o ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró

A assessoria do senador Delcídio do Amaral (PT-MS) divulgou nota hoje (27) na qual informa que o parlamentar vai provar sua inocência. Delcídio foi preso na quarta-feira (25) por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF). Ele é investigado sob a acusação de atrapalhar a parte da investigação da Operação Lava Jato que cita o ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró.

Segundo a assessoria, o senador está “abatido, porém sereno e concentrado” com seus advogados para provar sua inocência o quando antes. Sobre o depoimento prestado ontem na Superintendência da Polícia Federal em Brasília, onde está preso, a nota informa que as declarações do parlamentar foram somente parte dos esclarecimentos que serão prestados.

No depoimento dessa quinta-feira, Delcídio negou ter tentado obstruir as investigações da Operação Lava Jato. A oitiva durou quase quatro horas e, segundo a defesa do senador, ele respondeu a todas as perguntas e esclareceu o episódio no qual é acusado de obstruir a Justiça. As informações são da Agência Brasil.

(Redação - Agência IN)