BB registra lucro ajustado de R$ 13,9 bilhões em 2020

  •  
BB registra lucro ajustado de R$ 13,9 bilhões em 2020 Foto: Divulgação BB registra lucro ajustado de R$ 13,9 bilhões em 2020

O Banco do Brasil registrou lucro líquido ajustado de R$ 3,7 bilhões no 4T20, aumento de 6,1% frente ao 3T20. O RSPL no trimestre alcançou 12,1%. No comparativo anual, o lucro líquido ajustado totalizou R$ 13,9 bilhões, redução anual de 22%, impactado pela antecipação prudencial de R$ 8,1 bilhões em provisões feita ao longo dos trimestres.

A geração de negócios permaneceu sólida. O resultado estrutural, que não sofre os efeitos das provisões, apresentou crescimento, quando comparado ao ano anterior, de 5,9%, encerrando em R$ 42,4 bilhões. Influenciaram essa performance o crescimento de 5,1% da margem financeira bruta, o controle de despesas administrativas e a redução na linha de risco legal.

A carteira de crédito ampliada cresceu 9% nos últimos 12 meses e alcançou R$ 742 bilhões, com destaque para desempenhos dos segmentos Pessoa Física, MPME e Rural, que cresceram 6,7%, 25,6% e 6,8% respectivamente.

O lucro foi impactado pelo crescimento de 47,6% na PCLD ampliada, que inclui as provisões de crédito, recuperação de crédito, perdas por imparidade e descontos concedidos. Na comparação do 4T20 com o trimestre anterior, a PCLD ampliada recuou 6,4%.

O índice de inadimplência, operações vencidas há mais de 90 dias, apresentou redução e encerrou dezembro em 1,9%.

As receitas com prestação de serviços apresentaram crescimento de 1,5% em relação ao 3T20, impulsionado pelas linhas de administração de fundos (+3,8%) e conta corrente (+2,3%). No acumulado do ano, houve redução de 1,7%. Mesmo nesse cenário, as linhas de receitas com seguros, previdência e capitalização cresceram 4,8%, consórcios 14,5% e administração de fundos 7,2%.

As despesas administrativas anuais seguiram sob controle e encerraram o ano estáveis. Na comparação com o 4T19, a queda foi de 5,6%.

O Índice de Basileia atingiu 21,14% em dezembro, sendo 13,62% de capital principal.

Carteira de Crédito
A carteira de crédito cresceu nos principais segmentos de negócios do Banco. A carteira PF evoluiu 6,7%, na comparação com dezembro de 2019. Destaque para o desempenho positivo em crédito consignado, com crescimento de 15,2% em 12 meses.

A carteira de crédito ampliada PJ cresceu 14,6% na comparação anual e totalizou R$ 283,1 bilhões. Destaque para o crescimento de 25,6% da carteira MPME em 12 meses.

A carteira rural aumentou 6,8%, totalizando R$ 176 bilhões. Houve elevação nas linhas de custeio agropecuário (17%) e investimento agropecuário (35,4%).

Experiência do Cliente, Eficiência e Aceleração da Transformação Digital
O BB mantém o foco na melhoria contínua da experiência do cliente. Para isso, tem promovido alterações estruturais em todos os níveis da organização para tornar a cultura cada vez mais centrada no cliente. Além disso, a partir do uso de dados, analytics, big data e Inteligência Artificial é possível conhecer o cliente e antecipar suas necessidades, trazendo maior efetividade ao relacionamento que se torna cada vez mais especializado, contextualizado e personalizado.

Sempre centrado no cliente, o Banco do Brasil executou uma série de medidas de eficiência relevantes que envolvem: revisão das estruturas organizacional e da rede, anunciadas em janeiro; o programa Performa, que reconhece o desempenho dos funcionários; o novo Plano de Cargos e Salários; a otimização de espaços corporativos e venda de imóveis próprios; além de ações de ecoeficiência energética.

Para atender com excelência, foram otimizados pontos de atendimento no país, incluindo a abertura de escritórios com foco em clientes de alta maturidade digital e do segmento agro. Além disso, a capacidade de assessoramento gerenciado aos clientes foi expandida para mais 1,3 milhão de clientes, alcançando 100% dos nossos clientes do alto varejo.

No último ano, o BB consolidou a presença para além da rede física de atendimento, oferecendo novas soluções e conveniência. O aplicativo BB ganhou mais 4,7 milhões de usuários apenas em 2020. Foram realizados mais de 17 milhões de atendimentos pelo WhatsApp. Em dezembro, somaram-se mais de 21 milhões de clientes ativos nos canais digitais.

(Redação - Investimentos e Notícias)