Grupo Algar registra receita operacional líquida de R$ 3 bi em 2018

  •  
Grupo Algar registra receita operacional líquida de R$ 3 bi em 2018 (Foto:Divulgação) Grupo Algar registra receita operacional líquida de R$ 3 bi em 2018

A receita operacional líquida do Grupo Algar fechou em R$ 3,0 bilhões em 2018, superando o de 2017, que ficou em R$ 2,9 bilhões. Além disso, o EBITDA do conglomerado superou R$ 1,0 bilhão no ano, o que representou um crescimento de 23% se comparado ao ano anterior. O resultado líquido consolidado das operações continuadas foi de R$ 353 milhões, um crescimento de 29% se comparado a 2017, e R$ 102 milhões ao se computar o resultado das operações descontinuadas.

Os bons resultados do Grupo nas operações continuadas foram impulsionados, principalmente, pela expansão da Algar Telecom no mercado corporativo nacionalmente, e pelo resultado recorde da Algar Tech em 2018. As duas empresas registraram uma receita líquida de R$ 2.012,5 milhões e R$ 906,1 milhões, respectivamente, no último ano. O EBITDA da Algar Telecom alcançou, em 2018, R$ 845,4 milhões, o que representou um crescimento de 18% frente a 2017, enquanto a Algar Tech atingiu R$ 122,1 milhões, valor 93% maior se também comparado ao ano anterior.

A Aviva, braço de entretenimento do Grupo, que engloba o Rio Quente Resorts e a Costa do Sauípe, também impactou positivamente os resultados do Grupo Algar no último ano, registrando um resultado líquido de R$ 48,7 milhões. No ano, a companhia investiu R$ 153 milhões, um aumento de 523% comparado ao ano anterior, impulsionados principalmente pela compra da Costa do Sauípe, aquisição que deu origem à marca Aviva.

Também parte do conglomerado, a Algar Farming registrou aumento de 14% em sua receita líquida em 2018, comparado ao ano anterior, fechando em R$ 61 milhões. O resultado negativo das operações descontinuadas de R$ 251 milhões é atribuído à Algar Agro, vendida para a ADM em 2018.

O ano de 2018 também marcou uma mudança significativa na liderança do grupo, com a saída do executivo Luiz Alexandre Garcia, neto do fundador Alexandrino Garcia, o qual assumiu a presidência do Conselho Administrativo do Grupo Algar, em janeiro de 2019. O atual presidente do Grupo, Divino Sebastião de Souza, que já possui uma história de quase 40 anos entre as empresas do Grupo Algar, já havia sido presidente da Algar Telecom e da Algar Tech, e estava no cargo de vice-presidente Corporativo de Operações da Algar Holding. Por sua vez, o executivo Luiz Alberto Garcia, antes presidente do Conselho de Administração do Grupo Algar, assumiu o cargo de presidente de honra do Conselho.

"Os resultados alcançados em nas operações continuadas em 2018 foram muito positivos e, para os próximos anos, continuaremos focando em um crescimento sustentável, realizando investimentos em negócios de alto impacto e com uma gestão de portfólio cada vez mais ativa, que nos permita expandir e, eventualmente, identificar novos pilares de atuação", afirma Divino. "Tudo isso com um olhar estratégico voltado à inovação em todas as nossas frentes de negócio, sem perder nossa essência de gente servindo gente", ressalta o executivo.

(Redação – Investimentos e Notícias)