Hortaliças e Legumes derruba taxa do IPC-DI

  •  
Hortaliças e Legumes derruba taxa do IPC-DI Foto: Divulgação Hortaliças e Legumes derruba taxa do IPC-DI

O Índice Geral de Preços no conceito de Disponibilidade Interna (IGP-DI) divulgado hoje pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) captou queda nos preços do grupo alimentação. Em julho, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) registrou variação de 0,10%, ante 0,33%, no mês anterior. Sete das oito classes de despesa componentes do índice apresentaram decréscimo em suas taxas de variação. A contribuição de maior magnitude para o recuo da taxa do IPC partiu do grupo Alimentação (0,08% para -0,25%). Nesta classe de despesa, vale mencionar o comportamento do item hortaliças e legumes, cuja taxa passou de -8,82% para -12,95%.

Também apresentaram decréscimos em suas taxas de variação os grupos:

- Vestuário (0,75% para -0,09%);
- Educação, leitura e recreação (0,36% para -0,07%);
- Saúde e Cuidados Pessoais (0,60% para 0,30%);
-Comunicação (0,24% para -0,30%);
- Transportes (0,11% para 0,06%); e 
- Despesas Diversas (0,56% para 0,22%).

Nestas classes de despesa, vale citar o comportamento dos itens: roupas (0,78% para -0,41%), passagem aérea (-2,42% para -17,58%), artigos de higiene e cuidado pessoal (1,26% para -0,10%), tarifa de telefone móvel (0,56% para -0,05%), serviço de reparo em automóvel (1,08% para 0,16%) e jogo lotérico (2,90% para 0,00%), respectivamente.

Em contrapartida, apenas o grupo Habitação (0,52% para 0,56%) apresentou avanço em sua taxa de variação. Nesta classe de despesa, o destaque partiu do item tarifa de eletricidade residencial, cuja taxa passou de -0,40% para 2,10%.

O núcleo do IPC registrou taxa de 0,41%, ante 0,53%, apurada no mês anterior. Dos 85 itens componentes do IPC, 42 foram excluídos do cálculo do núcleo. Destes, 21 apresentaram taxas abaixo de 0,04%, linha de corte inferior, e 21 registraram variações acima de 0,69%, linha de corte superior. Em julho, o índice de difusão, que mede a proporção de itens com taxa de variação positiva, foi de 62,13%, ante 66,27%, no mês anterior.

(Redação - Agência IN)