Impostômetro da ACSP atinge R$ 900 bilhões nesta terça-feira

  •  
Impostômetro da ACSP atinge R$ 900 bilhões nesta terça-feira (Foto: Divulgação) Impostômetro da ACSP atinge R$ 900 bilhões nesta terça-feira

Às 15h desta terça-feira (9/6), o Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) registrará a marca de R$ 900 bilhões. No ano passado, esse valor foi atingido somente em 20 de junho. A antecipação deve-se ao aumento da carga tributária brasileira, que tem gerado mais custos a empresas e cidadãos.

De acordo com o presidente da ACSP e da Facesp (Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo), Alencar Burti, a carga está subindo com mais força em 2015 por conta de medidas que têm onerado o bolso da população. "Vamos atingir R$ 900 bilhões 11 dias antes do que em 2014. É uma diferença muito grande. Isso se deve ao fim das desonerações em alguns setores, mas também ao aumento de alíquotas e ao tarifaço", diz.

Burti faz um alerta à sociedade: "Precisamos ficar vigilantes quanto à volta de antigos tributos e à criação de outros, como certos setores têm defendido. Não podemos deixar que o ajuste econômico seja feito apenas pelo lado do aumento da arrecadação. É preciso, acima de tudo, controlar os gastos públicos".

No fim do ano o Impostômetro deverá ultrapassar o montante de R$ 2 trilhões. Para Burti, trata-se de um número simbólico, em função de sua magnitude. "Não adianta aumentar a arrecadação se não houver retorno para as pessoas. O mais grave de tudo é que, além de ter uma carga tributária altíssima, o Brasil não investe em infraestrutura, saúde, educação e outras áreas importantes para os seus cidadãos", avisa o presidente da ACSP e da Facesp.

(Redação – Agência IN)