IqPR apresenta alta de 0,65% em maio

IqPR apresenta alta de 0,65% em maio (Foto: Divulgação) IqPR apresenta alta de 0,65% em maio

O Índice Quadrissemanal de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista (IqPR) registrou alta de 0,65% no mês de maio de 2014, de acordo com o Instituto de Economia Agrícola (IEA/Apta) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. No período, apresentaram majoração positiva: o tomate para mesa (30,15%), a cana-de-açúcar (5,03%), o arroz (3,58%) e a laranja para indústria (3,08%) foram aqueles que no mês de maio de 2014.

Os produtos que apresentaram quedas de preços neste mês foram: a laranja para mesa (28,55%), banana nanica (22,49%), batata (17,29%), ovos (13,05%), feijão (12,72%), carne de frango (8,78%), algodão (8,42%), milho (7,39%), carne suína (6,20%), amendoim (4,44%), trigo (4,15%), leite cru resfriado (2,81%), soja (2,49%) e café (1,51%), destacam José Alberto Angelo e Danton Leonel de Camargo Bini, pesquisadores do IEA, responsáveis pelo levantamento.

No geral, as quedas de preços no mês de maio/14 refletem uma desaceleração de preços uma vez que nos meses de março e abril os preços registraram altas significativas, ora causadas pelo clima ora pela escassez de oferta do produto.

No acumulado dos últimos 12 meses (maio/13 a maio/14), o IqPR registrou variação positiva de 18,39%%. Os produtos que tiveram preços com incrementos em patamares mais elevados que a inflação acumulada nos últimos 12 meses foram: banana nanica (59,97%), café (44,05%), laranja para indústria (43,90%), carne suína (33,97%), carne bovina (26,38%), carne de frango (21,25%), laranja para mesa (19,32%), milho (17,77%), soja (16,41%), trigo (10,73%), leite cru resfriado (8,90%), cana-de-açúcar (7,43%), e arroz (6,58%). Apenas os ovos (2,67%) apresentaram variações positivas abaixo da inflação acumulada nos últimos 12 meses.

Para finalizar, os produtos que apresentaram reduções de preços foram o feijão (44,07%), batata (15,03%), soja (4,48%), amendoim (4,05%) e algodão (4,04%).

(Redação – Agência IN)