Lucro da Locamerica cresce 126,1% no 1º tri de 2017

  •  
Lucro da Locamerica cresce 126,1% no 1º tri de 2017 (Foto: Divulgação) Lucro da Locamerica cresce 126,1% no 1º tri de 2017

A Locamerica registrou lucro líquido de R$ 12,4 milhões no primeiro trimestre de 2017, crescimento de 126,1% na comparação com o mesmo período do ano passado. O resultado reflete a forte expansão da margem líquida, que avançou 6,6 pontos percentuais na comparação com igual período de 2016 e alcançou o patamar de 12,1% - recorde na história da empresa.

No período de janeiro a março de 2017, a receita líquida com venda de veículos seminovos chegou a R$ 102,1 milhões, 38,8% superior ao dado do primeiro trimestre de 2016. Com isso, houve lucro recorde com a venda de seminovos: o resultado bruto da atividade foi de R$ 11 milhões, com 10,8% de margem bruta. Trata-se de um salto de 450% ante os três primeiros meses de 2016. Ao longo dos três primeiros meses desse ano, o volume de carros vendidos pela companhia se ampliou em 32,8% e o ticket médio evoluiu 4,6%. Com isso, a Locamerica encerrou o período com o menor volume de seminovos em estoque: 1,482 mil unidades ou 5,4% da sua frota total. As lojas de varejo foram responsáveis por 63,5% da receita com a venda de veículos seminovos.

A operação de locação de veículos registrou receitas no trimestre de R$ 102,8 milhões, crescimento de 3,5% versus igual período do ano anterior. No primeiro trimestre de 2017, o EBITDA – que aponta a geração de recursos por meio das atividades operacionais, sem impacto de impostos e outros efeitos financeiros – alcançou R$ 65,6 milhões, aumento de 8,1% em comparação com o dado do primeiro trimestre de 2016. O EBIT – lucro antes de juros e tributos - também teve alta expressiva, alcançando R$ 41,7 milhões, 15,1% a mais que nos primeiros três meses do ano passado. Tanto a margem EBITDA quanto a margem EBIT apresentaram expansão significativa, alcançando os patamares de 63,8% e de 40,5% respectivamente.

Para Luis Fernando Porto, CEO da Locamerica, o resultado recorde reflete o planejamento da empresa e seu foco em aumentar a rentabilidade mantendo uma sólida estrutura de capital. “Seguimos focados na otimização de capital de giro e na melhor alocação do capital investido. Juntamente com os sólidos resultados operacionais, estes foram os itens responsáveis pela forte geração de caixa e pela queda do endividamento líquido”, completa Porto. No primeiro trimestre deste ano, a redução da dívida líquida total chegou a 12% em relação a igual período do ano passado.

Ao longo do 1T17, a Locamerica finalizou o processo de integração da frota e dos contratos adquiridos da locadora Panda de Itú. Em março, a companhia anunciou a fusão com a Ricci Locadora, operação que a levou à posição de maior empresa de locação de frotas de todo o Brasil, com 43,4 mil veículos, 21 lojas de seminovos e cobertura em todo território nacional. “A fusão com a Ricci nos trará significativas sinergias operacionais e financeiras e nos permitirá oferecer soluções ainda mais atrativas aos nossos clientes”, explica Porto.

(Redação – Agência IN)