Lucro Líquido da Cielo fica em R$ 100,4 mi no 3T20

  •  
Lucro Líquido da Cielo fica em R$ 100,4 mi no 3T20 (Foto: Divulgação) Lucro Líquido da Cielo fica em R$ 100,4 mi no 3T20

O volume financeiro capturado pela Cielo recuperou o patamar anterior à pandemia da COVID-19 no país, com aumento de 29,4% frente ao 2T20. Ainda assim, tal recuperação não foi suficiente para neutralizar o impacto da pandemia, fazendo com que o volume contra o 3T19 recuasse 3,6%.

O montante pago de forma antecipada aos pequenos e médios varejistas representou em uma penetração recorde de 31,8% do volume de crédito. Este crescimento foi viabilizado pela estratégia de alocação de recursos para fomentar o pagamento antecipado de recebíveis de cartão de crédito para este segmento, anunciada em março de 2020.

A base ativa encerrou setembro com mais de 1,4 milhão de clientes, representando um aumento de 6,8% frente ao 2T20. O crescimento reflete a maior produtividade da força comercial no segmento do Varejo que atingiu patamar acima do período pré-pandemia.

A receita líquida consolidada no 3T20 alcançou R$ 2.882,4 milhões, um acréscimo de 2,9% em comparação ao mesmo período de 2019 e de 17,6% em relação ao trimestre anterior, explicado pelo aumento do volume capturado devido à flexibilização nas restrições de circulação e funcionamento dos estabelecimentos no país, bem como pela valorização do dólar frente ao real nas receitas da controlada no exterior (Cielo USA).

O Lucro Líquido da Cielo totalizou R$ 100,4 milhões no trimestre, revertendo o resultado negativo obtido no 2T20 e inferior ao 3T19 em 71,6%.

Os gastos totais da Cielo Brasil (custos e despesas), totalizaram R$ 1.050,9 milhões, uma redução de R$ 6,6 milhões ou 0,6% em relação ao 3T19 e de R$ 7,8 milhões ou 0,7% em relação ao 2T20.

(Redação – Investimentos e Notícias)