Meliá fecha 1T16 com lucro líquido de € 22,3 milhões

  •  
Companhia cresce e prepara abertura de 20 novos hotéis neste ano Foto: Divulgação Companhia cresce e prepara abertura de 20 novos hotéis neste ano

A Meliá Hotels International anunciou o balanço financeiro dos primeiros três meses de 2016 alcançando lucro líquido de € 22,3 milhões, 38% a mais que no mesmo período de 2015. As receitas totais aumentaram 8%, chegando a € 398,9 milhões, e a melhora do EBITDA (lucros antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) foi de 5%. O RevPAR global (receita por quarto disponível) teve alta de 10,7%, principalmente devido aos resultados dos hotéis localizados na Espanha, cuja melhora do RevPAR foi de 21%, e dos resorts no Mediterrâneo, com crescimento de 46%. Outro aspecto positivo foi o aumento de 40% das vendas através do melia.com no período.

Entre os fatores para esta evolução positiva em um período que tradicionalmente gera menor fluxo de caixa, a companhia destaca a melhora da demanda interna na Espanha, a expertise na gestão de hotéis bleisure (que mesclam os mercados corporativo e de lazer) e a aposta em produtos premium.

Durante os três primeiros meses deste ano, empresa abriu novos hotéis como o Innside New York Nomad (EUA), o Sol Costa Atlantis (Espanha) e o Meliá Braco Village (Jamaica). Além disso, a Meliá assinou o contrato para a abertura de sete novos hotéis, com a expectativa de fechar o ano com 20 a 25 novas propriedades, o que equivale uma média de um novo empreendimento a cada duas semanas.

Segundo Gabriel Escarrer Jaume, vice-presidente e CEO da Meliá Hotels International, o primeiro trimestre do ano aponta uma temporada extraordinária para o segmento de férias e muito positiva também para a hotelaria urbana da Espanha. “Devemos aproveitar para seguir apostando na melhora qualitativa e de rentabilidade. No plano financeiro, seguimos melhorando nossa gestão”, conclui.

No Brasil, a companhia aposta nos Jogos Olímpicos que acontecerão no Rio de Janeiro, especialmente pelo espetacular Gran Meliá Nacional Rio, que estará parcialmente em operação durante os jogos.

Para o ano de 2016, a Meliá Hotels International mantém sua estimativa de alta de um dígito no RevPAR graças ao excelente desempenho previsto para os resorts da região do Mediterrâneo, incluindo as Canárias, e também pelo auge do segmento bleisure.

(Redação - Agência IN)