Pure Storage adquire Compuverde

  •  
Pure Storage adquire Compuverde Foto: Divulgação

A Pure Storage (NYSE: PSTG), fornecedora de plataforma de dados totalmente flash para a era da nuvem, assina acordo definitivo para adquirir a sueca Compuverde, empresa de desenvolvimento de soluções de software de arquivamento para empresas e provedores de nuvem.

A Compuverde expandirá os recursos de armazenamento de files (dados não estruturados) da Pure Storage, permitindo que as empresas aproveitem as ofertas de armazenamento avançados. Essa funcionalidade adicional reforça a estratégia da Pure para capacitar os clientes na implementação de arquiteturas híbridas - independentemente de optarem por manter seus dados on-premise, na nuvem ou como sugere a crescente tendência, em uma combinação de ambos.

Dentro das empresas, há uma demanda crescente por armazenamento compartilhado baseado em arquivos tipo File na nuvem pública. De acordo com o IDC, 79% dos usuários finais aproveitam o armazenamento baseado em arquivos para dados não estruturados associados a cargas de trabalho de missão crítica. À medida que mais aplicações corporativas são implementadas em uma arquitetura de nuvem híbrida, o armazenamento baseado em arquivos do tipo File que oferece a mesma funcionalidade avançada do ambiente local ajuda a reduzir os desafios relacionados à locomoção dos dados.

A Compuverde traz um ecossistema robusto de parcerias de tecnologia, com uma solução de software altamente escalável, já implantada em diversas organizações globais de telecomunicações, serviços financeiros e indústrias de mídia.

"Estamos entusiasmados com as oportunidades que a equipe e a tecnologia da Compuverde trazem ao portfólio da Pure", afirma Charles Giancarlo, Chairman e CEO. “À medida que as estratégias de TI evoluem, as empresas buscam impulsionar inovações da nuvem pública com suas soluções locais. E com nosso conjunto de soluções de dados híbridos em expansão, como o Cloud Data Services, reforçamos o objetivo de ajudar nossos clientes a aproveitar ao máximo os ativos de sua base de dados”, complementa o executivo.

A aquisição será concluída em abril de 2019 e as condições financeiras do acordo não foram divulgadas.

(Redação - Investimentos e Notícias)