Receita líquida consolidada da Randon aumenta 43,4%

  •  
Receita líquida consolidada da Randon aumenta 43,4% Foto: Divulgação

O aumento da produção de caminhões em 30,5% e de semirreboques em 72,5% impulsionou o desempenho da Randon S.A Implementos e Participações nos nove primeiros meses de 2018, juntamente com as exportações e o mercado de reposição. A Companhia registrou uma receita bruta total, com impostos e antes da consolidação, de R$ 1,6 bilhão no 3T2018, 43,0% maior do que o mesmo período de 2017 (R$ 1,1 bilhão), 45,3% maior no acumulado de nove meses, passando de R$ 3,0 bilhões em 2017 para R$ 4,3 bilhões em 2018. No 3T2018, a receita líquida consolidada aumentou 43,4% atingindo R$ 1,1 bilhão e no acumulado dos nove meses deste ano houve aumento de 46,4% no comparativo com o mesmo período de 2017, passando de R$ 2,1 bilhões para R$ 3,1 bilhões.

'Apesar disso, ainda estamos longe dos picos de mercado que tivemos há alguns anos e o parque fabril brasileiro ainda tem capacidade disponível', diz o diretor de Relações com Investidores, Geraldo Santa Catharina. 'A Companhia tem boa visibilidade de carteira para os próximos meses e a entrada de pedidos permanece positiva', diz o diretor, observando que na política, o novo governo eleito encontrará uma série de desafios pela frente, o que pede cautela adicional para o ano que vem.

No 3T2018, o EBITDA consolidado somou R$ 149,4 milhões, 57,7% maior em relação ao valor obtido no mesmo trimestre de 2017 (R$ 94,7 milhões). A margem EBITDA passou de 12,2%, no 3T2017, para 13,5%, no 3T2018. O EBITDA da Companhia alcançou R$ 435,2 milhões (14,3% Margem EBITDA) nos 9M2018. No 3T2018, o EBITDA somou R$149,4 (13,5% Margem EBITDA).

O lucro bruto alcançou R$ 272,3 milhões no terceiro trimestre de 2018 e representou 24,5% da receita líquida consolidada, sendo 40,5% superior ao total obtido no terceiro trimestre de 2017, quando o lucro bruto totalizou R$ 193,8 milhões ou 25,0% da receita líquida consolidada. No comparativo com os nove meses de 2017, o lucro bruto teve acréscimo de 48,3% e a margem bruta passou de 23,7% nos 9M2017 para 24,0% nos 9M2018.

MERCADO EXTERNO - As vendas consolidadas para o mercado externo, no 3T2018, somaram US$ 49,4 milhões, crescimento de 15,0% em relação ao 3T2017. As exportações das Empresas Randon representaram 17,5% da receita líquida consolidada no 3T2018, contra 17,8%, no mesmo período de 2017. Os mercados mais representativos nos 9M2018 foram o Mercosul + Chile e o NAFTA, que representaram 44,5% e 33,6% do total das exportações consolidadas, respectivamente. Na América do Sul, os principais mercados além do Chile, foram Argentina e Paraguai. Nas operações instaladas no exterior, a receita bruta total, com eliminações das vendas entre as empresas, nos 9M2018, totalizou US$ 74,7 milhões, ante US$ 64,7 milhões nos 9M2017, aumento de 15,4%. O total entre a soma das exportações e das receitas geradas no exterior (com eliminações) foi de US$ 201,9 milhões nos 9M2018 (24,1% da Receita Líquida do Período), contra US$ 180,2 milhões nos 9M2017.

VEÍCULOS E IMPLEMENTOS - No 3T2018, os emplacamentos totalizaram 12.369 unidades, crescimento de 89,4%, com relação ao 3T2017 (6.529 unidades). No acumulado dos 9M2018, foram vendidas 31.784 unidades, 83,4% acima dos 9M2017 (17.326 unidades). Os números da Companhia confirmam o bom momento deste segmento. Neste trimestre, somando mercado interno e externo, foram vendidos 6.188 semirreboques, aumento de 72,3% com relação ao 3T2017 (3.591 unidades). No acumulado dos 9M2018, a Randon registra produção de 14.899 unidades, volume que já é superior ao total produzido pela Companhia em todo o ano de 2017. O market share no trimestre atingiu 39,5%, abaixo dos 43,0% alcançados no 3T2017. Essa redução é reflexo de um maior direcionamento de volumes para a exportação no trimestre, aproveitando o câmbio favorável.

VAGÕES FERROVIÁRIOS - O mercado de vagões ferroviários segue aguardando a renovação das concessões ferroviárias, o que tem causado uma redução nas vendas deste segmento. No 3T2018, a Randon vendeu 86 vagões, contra 118 unidades no mesmo período do ano anterior (-27,1%). Apesar de volumes menores, a Companhia tem entregas programadas para o próximo trimestre. Os vagões serão fabricados na nova unidade da Randon Araraquara

AUTOPEÇAS - A produção de caminhões continua apresentando volumes crescentes, graças, principalmente, ao mercado interno, que está registrando sólido crescimento e atenuando o impacto da redução das exportações para a Argentina. Os números do acumulado de 9M2018 mostram essa realidade: 52.779 unidades vendidas no Brasil, contra 35.364 unidades no 9M2017 (+49,2%). Esse cenário positivo reflete na demanda das OEMs por autopeças, beneficiando diretamente os volumes das empresas dessa divisão e que estão mais ligadas a este mercado. Neste trimestre o destaque ficou para controlada JOST, que se beneficiou do mercado aquecido de implementos rodoviários e de caminhões pesados e semi-pesados.

NOVOS NEGÓCIOS - No 3T2018 a Companhia anunciou a aquisção da Fremax Sistemas Automotivos, de Joinvile (SC), fabricante de discos e tambores de freio e cubos de roda, e, no mês de outubro, a Randon Linhares, que operará inicialmente como centro de distribuição de peças de reposição e que futuramente desenvolverá atividades industriais de fabricação de reboques, semirreboques e carrocarias. As Empresas Randon contam atualmente com cerca de 10.000 funcionários.