São Paulo é o segundo Estado que mais importa produtos têxteis

  •  
São Paulo é o segundo Estado que mais importa produtos têxteis Divulgação

Em relação ao mesmo período do ano passado, de janeiro a maio deste ano, somente em relação às importações de vestuário feitas pelo Estado de São Paulo , houve um aumento de 16,4%.
Sendo assim, São Paulo foi o Estado que mais importou produtos têxteis e confeccionados se levado em consideração os primeiros cinco meses de 2014.

Entre os meses de janeiro e maio, São Paulo obteve um crescimento de 10,7% na importação de produtos neste segmento, registrando um salto de US$ 837 milhões para US$ 927 milhões, em comparação ao mesmo período do ano passado. São Paulo é o segundo maior mercado importador brasileiro no setor de têxteis e confeccionados, fica atrás apenas de Santa Catarina, a qual importou, no mesmo período, US$ 1,005 bilhão.
No caso das importações de vestuário que o Estado realizou, houve um aumento de 16,4% em valor, ou seja, os números passaram de US$ 440,5 mi para US$ 512,8 milhões, de janeiro a maio deste ano, tendo como comparativo o mesmo período do ano passado. Em toneladas, de acordo com dados da Alice/MDIC, a oscilação foi de 4,9%.
Em ordem de representatividade, os produtos mais importados pelo Estado foram: vestuário (US$ 512,8 milhões); filamentos (US$ 75,2 milhões), tecidos (US$ 72,3 milhões) e fibras têxteis (US$ 33,6 milhões). O perfil da importação vem sofrendo uma série de mudanças, não é à toa que os itens de algodão, uma das grandes vocações do Brasil, agora estão tendo entrada no país quase que na mesma proporção que os produtos sintéticos.
Dentre os oito países responsáveis por 67% das importações em têxteis e confeccionados, estão, em ordem de representatividade: China, Coreia do Sul, Índia, Estados Unidos, Vietnã, Taiwan (Formosa), Alemanha e Bangladesh. Somente a China foi responsável por 41% do total importado.

(Redação- Agência IN)