Setor de segurança movimenta R$ 2,5 bilhões só em SP

  •  
Estimativa do SIESE-SP aponta crescimento do mercado em 10% no ano passado no Estado Foto: Divulgação Estimativa do SIESE-SP aponta crescimento do mercado em 10% no ano passado no Estado

Os altos índices de violência, insegurança crescente entre as pessoas, e regulamentações governamentais sobre segurança e proteção está pavimentando o caminho para o desenvolvimento do mercado de segurança. Segundo o SIESE-SP (Sindicato das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança do Estado de São Paulo), o setor de segurança cresceu em média 10% no estado de São Paulo em 2014 e movimentou a ordem de mais de US$ 900 milhões, ou seja, R$ 2,5 bilhões. O aumento nas vendas nos últimos anos se deve ao acesso às novas tecnologias e maior divulgação do setor.

Somente para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016 o Ministério da Justiça investirá cerca de R$ 350 milhões em segurança, e o Governo do Rio de Janeiro mais R$ 400 milhões. Deste valor, R$100 milhões foram gastos na aquisição de equipamentos, ferramentas de treinamento e melhoria de ambientes para capacitação. A estimativa é que o mercado da segurança privada movimente R$ 75 bilhões em todo o País, com equipamentos, vigias e seguros. Esse valor é seis vezes maior que orçamento do ministério da Justiça para todo ano de 2015; R$ 12 bilhões.

Apostando no aquecimento do setor, novidades tecnológicas em sistemas de segurança estarão na maior feira da América Latina, a 10ª ISC BRASIL - Feira e Conferência Internacional de Segurança, que será promovida de 10 a 12 de março, no Expo Center Norte, em São Paulo, organizada pela Reed Exhibitions Alcantara Machado.

Em três dias são mais de 300 lançamentos por 150 marcas nacionais e internacionais em segurança, Equipamentos de Proteção Individual (EPI), prevenção e combate a incêndio. A expectativa de público é de 10 mil pessoas

 (Redação - Agência IN)