Oposição pede cassação de Delcídio no Conselho de Ética do Senado

Líderes dos partidos de oposição protocolaram hoje (1º), no Conselho de Ética do Senado, representação contra o senador Delcídio do Amaral (PT-MS) por quebra de decoro parlamentar. O documento é assinado apenas pela Rede Sustentabilidade e o PPS, mas é acompanhado de um ofício em que PSDB e DEM manifestam apoio à representação.

Senado deve abrir processo contra Delcídio no Conselho de Ética

O próximo passo após a manutenção da prisão do senador Delcídio Amaral (PT-MS) pelo Senado Federal deverá ser a abertura de processo de cassação contra ele no Conselho de Ética da Casa. Em razão da boa relação que Delcídio, então líder do governo, mantinha com colegas tanto governistas quanto de oposição, a opção, deverá ser a de esperar que a Mesa Diretora do Senado oficie o conselho sobre o assunto.

 

Leitura do relatório prévio no Conselho de Ética é prorrogada

O presidente do Conselho de Ética, deputado José Carlos Araújo, transferiu para a próxima terça-feira (24) a leitura do relatório prévio apresentado pelo deputado Fausto Pinato (PRB-SP) ao processo contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha. Os deputados estão reunidos no plenário 9.

Cunha terá dez dias para se defender no Conselho de Ética

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), será notificado pelo Conselho de Ética até amanhã (29), para apresentar sua defesa na representação que começa a tramitar a partir da próxima semana no colegiado. No início da tarde de hoje (28), o documento numerado pela Mesa Diretora da Casa foi entregue ao colegiado. O peemedebista terá dez dias para organizar argumentos e tentar evitar que o processo resulte na cassação de seu mandato como deputado.

PSOL e Rede entram com pedido de cassação de Cunha no Conselho de Ética

Conforme já havia antecipado, o PSOL entrou hoje (13) no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados com um pedido de cassação do mandato do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), por quebra de decoro parlamentar. O pedido foi endossado pela Rede e assinado por cerca de 50 parlamentares de sete partidos (PSOL, Rede, PT, PSB, Pros, PPS e PMDB).

Deputado nega denúncias de ex-contadora ao depor no Conselho de Ética

Em depoimento ao Conselho de Ética da Câmara, o deputado federal Luiz Argôlo (SD-BA), investigado por quebra de decoro em função de envolvimento com o doleiro Alberto Youssef, preso pela Polícia Federal na Operação Lava Jato, rebateu o depoimento que a contadora Meire Bonfim da Silva Poza prestou ao colegiado no dia 13 de agosto passado.

Assinar este feed RSS