Setor público consolidado registrou déficit de R$131,4 bi em maio

O setor público consolidado registrou déficit primário de R$131,4 bilhões em maio, segundo dados do Banco Central (BC). O Governo Central e os governos regionais tiveram déficits respectivos de R$127,1 bilhões e de R$4,8 bilhões, e as empresas estatais, superávit de R$422 milhões. No ano, até maio, o déficit primário acumulado do setor público consolidado atingiu R$214,0 bilhões, ante superávit de R$7 bilhões no mesmo período do ano anterior, e no acumulado em doze meses o déficit primário atingiu R$282,9 bilhões (3,91% do PIB).

Dívida líquida do setor público atinge 54,8% do PIB em agosto

A DLSP alcançou R$3.861,7 bilhões em agosto, 54,8% do PIB, reduzindo-se 0,9 p.p. em relação ao mês anterior. Esse resultado refletiu, sobretudo, o efeito da desvalorização cambial de 9,9% no mês (redução de 1,6 p.p.), a incorporação de juros nominais (aumento de 0,7 p.p.), e o crescimento do PIB nominal (redução de 0,2 p.p.). No ano, a relação DLSP/PIB aumentou 0,7 p.p., influenciada pela incorporação de juros nominais (aumento de 3,7 p.p.), pelo déficit primário (aumento de 0,3 p.p.), pelo ajuste de paridade da cesta de moedas que integram a dívida externa líquida (redução de 0,5 p.p.), pelo efeito da desvalorização cambial de 6,8% acumulada no ano (redução de 1,1 p.p.), e pelo crescimento do PIB nominal (redução de 1,6 p.p.).

  • Publicado em Economia

Setor público registra déficit primário em setembro

O setor público consolidado registrou déficit primário de R$24,6 bilhões em setembro, segundo dados do Banco Central (BC). O Governo Central e os governos regionais foram deficitários em R$24,3 bilhões e R$795 milhões, respectivamente, e as empresas estatais, superavitárias em R$466 milhões no mês.

  • Publicado em Economia

Setor público registrou déficit de R$8,2 bi em maio

O setor público consolidado registrou déficit primário de R$8,2 bilhões em maio, segundo dados do Banco Central (BC). O Governo Central apresentou déficit de R$11,1 bilhões, e os governos regionais e as empresas estatais, superávits de R$2,2 bilhões e R$668 milhões, respectivamente.

Assinar este feed RSS