ACSP aponta como acertada decisão do Copom

Para a Associação Comercial de São Paulo (ACSP), a decisão de hoje do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) de manter a taxa básica de juros (Selic) em 6,5% foi acertada. O superintendente institucional da entidade, Marcel Solimeo, aponta três razões econômicas para a manutenção da taxa:

Varejo brasileiro deve fechar 2018 com alta de 3,6%, diz ACSP

Projeção elaborada pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP) aponta que o varejo nacional deve fechar o ano com crescimento de 3,6% sobre 2017. De acordo com o presidente da entidade, Alencar Burti, o número é motivo para se comemorar, mas ao mesmo tempo pede cautela. 'Considerando-se que essa tem sido a recuperação econômica mais lenta da nossa história, e também os percalços provocados pela paralisação dos caminhoneiros, é um aumento importante, maior do que o do ano passado. Mas o cenário é muito instável, principalmente o político-eleitoral. Muita coisa pode mudar até o fim do ano'.

 

Varejo cresce 2,8% na 1ª quinzena de julho em SP, revela ACSP

O movimento de vendas do varejo paulistano cresceu em média 2,8% na primeira quinzena de julho na comparação com o mesmo período do ano passado, segundo o Balanço de Vendas da Associação Comercial de São Paulo (ACSP). “Esse aumento foi maior do que o registrado em junho (2,2%), o que mostra que a economia está lentamente se recuperando após a paralisação dos caminhoneiros”, diz Alencar Burti, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp). O resultado, porém, não foi uniforme entre os sistemas à vista e a prazo.

Rebaixamento do Brasil prejudica imagem do País, diz ACSP

O Presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e da Federação da Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), Alencar Burti, afirma que a decisão da Standard & Poor's de rebaixar a nota do país, embora esperada, afeta negativamente a imagem do Brasil no exterior e resultará em aumento do custo dos financiamentos externos para as empresas brasileiras e investimentos.

  • Publicado em Economia

BC toma a atitude mais correta ao cortar a Selic, afirma ACSP

Alencar Burti, presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), comemora a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) de cortar a taxa básica de juros (Selic) em meio ponto percentual.

 

Decisão do Banco Central foi acertada, afirma ACSP

Para Alencar Burti, presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), o Comitê de Política Monetária do Banco Central acertou ao reduzir a taxa Selic em 0,75 ponto percentual nesta quarta-feira (25/10).

'Foi uma decisão adequada. É um número que se aproxima dos recordes de baixa da Selic e, sem dúvida alguma, traz mais esperança aos investimentos, ao consumo e à economia como um todo. Esperamos que essa política prossiga nas próximas reuniões, levando a taxa básica de juros ao menor valor da história', diz Burti.

(Redação - Agência IN)

Assinar este feed RSS