Ebitda ajustado da Irani atinge R$ 41,7 milhões no 3T14

A Celulose Irani divulga seus números referentes ao 3T14, quando o EBITDA totalizou R$ 41,7 milhões, um aumento de 14,4% em relação ao 3T13 e margem de 21,5%. Nos 9M14, alcançou R$ 107,6 milhões, 13,5% superior ao realizado no mesmo período de 2013.

Contech tem solução para controle de resíduos

A Contech, empresa referência em soluções químicas e líder no tratamento contínuo de feltros e telas, com crescente participação nos principais segmentos do mercado nacional e internacional, desenvolveu nova tecnologia para controle de pitch e stickie, que otimiza o processo de preparação da massa e melhora a qualidade do produto.

Decreto amplia Reintegra para celulose, açúcar e etanol

Os exportadores de açúcar, etanol e celulose poderão pedir à Receita Federal a devolução de parte dos valores das vendas para o exterior. Decreto publicado hoje (15), no Diário Oficial da União, incluiu os três setores no Reintegra, regime especial de restituição a exportadores.

Klabin encerra 2º trimestre com EBITDA de R$ 334 milhões

Reforçando a consistência dos resultados da companhia, a Klabin reportou pelo 12º trimestre consecutivo crescimento de seu EBITDA ajustado (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização), de R$ 334 milhões no segundo trimestre de 2014. Esse valor representa um aumento de 8% em comparação ao mesmo período no ano passado. No acumulado do primeiro semestre de 2014, o EBITDA foi de R$ 758 milhões, 9% acima do registrado nos seis primeiros meses de 2013.

Volume das exportações de celulose, paineis de madeira e papel registra alta no primeiro semestre de 2014

O setor brasileiro de árvores plantadas encerrou o primeiro semestre de 2014 com resultado positivo em seus principais indicadores de desempenho. Destacam-se a alta no volume de produção e de exportações de celulose, painéis de madeira e papel de janeiro a junho deste ano, em relação ao mesmo período de 2013. A receita de exportação também teve crescimento na comparação com o primeiro semestre do ano passado. 

Indústria de papelão ondulado no Brasil cai 5,21% em abril

O volume de vendas de papelão ondulado no Brasil caiu 5,21% em abril de 2014, se comparado ao mesmo mês em 2013, informou a ABPO (Associação Brasileira de Papelão Ondulado). Esta queda ocorreu após os quatro primeiros meses do ano terem avançado 0,86% em vendas.

Assinar este feed RSS