ENGIE Brasil Energia registra lucro líquido de R$ 2,8 bilhões em 2020

A ENGIE Brasil Energia registrou receita operacional líquida de R$ 12,259 bilhões no ano de 2020, resultado 25% (R$ 2,454 bilhões) acima do apurado em 2019. O Ebitda atingiu R$ 6,484 bilhões, alta de 25,7% (R$ 1,326 bilhão) em comparação ao ano anterior. Já o lucro líquido foi de R$ 2,797 bilhões em 2020, montante 21% (R$ 486,2 milhões) superior ao alcançado em 2019.

BB registra lucro ajustado de R$ 13,9 bilhões em 2020

O Banco do Brasil registrou lucro líquido ajustado de R$ 3,7 bilhões no 4T20, aumento de 6,1% frente ao 3T20. O RSPL no trimestre alcançou 12,1%. No comparativo anual, o lucro líquido ajustado totalizou R$ 13,9 bilhões, redução anual de 22%, impactado pela antecipação prudencial de R$ 8,1 bilhões em provisões feita ao longo dos trimestres.

Tim registra lucro líquido normalizado de R$ 1,038 milhões no 4T20

Os resultados financeiros e operacionais da TIM em 2020 confirmam que a companhia manteve a boa performance em um ano desafiador para toda a sociedade. Os impactos iniciais da pandemia foram superados e a empresa fecha o quarto trimestre com lucro líquido normalizado de R$ 1.038 milhões, alta de 13% frente ao mesmo período de 2019. A receita de serviços cresce em todos os segmentos, com evolução de 1,9% ano contra ano. O móvel mantém a trajetória de recuperação – alta de 1,5% na comparação com 2019 –, enquanto a receita de ultra banda larga segue como destaque: aumento anual de 25,0%.

Caixa atinge lucro líquido ajustado de R$ 2,6 bilhões no 3T20

A Caixa divulgou nesta quarta-feira (25) que no terceiro trimestre de 2020 o lucro ajustado foi de R$ 2,6 bilhões, crescimento de 1,7% em relação ao 2T20. Até setembro, o lucro líquido ajustado foi de R$ 8,3 bilhões. O índice de cobertura das despesas administrativas atingiu o valor de 72,9%, aumento de 7,9 p.p. no trimestre e o índice de cobertura das despesas de pessoal totalizou 113,6%, crescimento de 14,2 p.p. em relação ao 2T20.

BNDES lucra R$ 8,73 bilhões no terceiro trimestre de 2020

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) registrou lucro líquido de R$ 8,73 bilhões no terceiro trimestre de 2020. O desempenho, apresentado na quinta-feira (12), foi fortemente influenciado pelo resultado obtido com participações societárias, entre elas: a alienação de ações de Vale, que contribuiu com um lucro líquido de R$ 4,0 bilhões; a equivalência patrimonial de empresas coligadas, com R$ 1,2 bilhão; e a receita com dividendos e JCP, de R$ 938 milhões. Além de lucro financeiro, o BNDES procurou no período oferecer retorno social positivo para o país, por exemplo, com as medidas emergenciais para proteção de empregos e vidas ante a crise decorrente da pandemia da COVID-19. Por essas medidas, que somaram R$ 136,6 bilhões, já foram apoiadas 267 mil empresas, que empregam 8,8 milhões de pessoas.

CSU dá um novo salto no lucro no terceiro trimestre de 2020

A CSU (CARD3), líder no mercado brasileiro de tecnologia voltada ao processamento de transações eletrônicas de pagamento, relacionamento com clientes e programas de recompensa voltados ao engajamento e fidelização, encerrou o 3º trimestre de 2020 dando continuidade ao bom momento iniciado no primeiro trimestre do ano anterior, apresentando evolução nos principais indicadores financeiros, com receita líquida de R$ 113,6 milhões, lucro bruto de R$ 35,0 milhões, EBITDA recorde de R$ 33,9 milhões com margem EBITDA de 30% e lucro líquido de R$ 12,2 milhões. Tais cifras são superiores em 7,3%, 21,0%, 22,3% e 52,1%, respectivamente, sobre igual trimestre de 2019.

BB registra lucro ajustado de R$ 3,5 bilhões no 3T20

O Banco do Brasil registrou lucro líquido ajustado de R$ 3,5 bilhões no 3T20, aumento de 5,2% frente ao 2T20 e decréscimo de 23,3% em relação ao 3T19. O RSPL no trimestre alcançou 12,0%. No comparativo em nove meses, o lucro líquido ajustado apresentou um decréscimo de 22,9%, totalizando R$ 10,2 bilhões.

Assinar este feed RSS