Brasil perde 7,2 milhões de linhas móveis em dezembro

O Brasil registrou 229.210.890 linhas móveis no mês de dezembro de 2018, segundo levantamento da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Em comparação com dezembro de 2017 houve uma redução de 7.277.658 linhas, o que corresponde a uma queda de 3,08%. Em relação ao mês anterior (novembro de 2018), o serviço de telefonia móvel perdeu 2.617.069 linhas, o que equivale a menos 1,13%.

Inflação nos supermercados sobe em dezembro, aponta APAS

O Índice de Preços dos Supermercados (IPS), calculado pela Associação Paulista dos Supermercados (APAS) e pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE), subiu 0,53% em dezembro, valor considerado dentro dos padrões históricos para o período. Porém, com este resultado, o acumulado do ano encerrou 2018 com inflação de 4,33%, ou seja, 0,33% acima das projeções da APAS, que eram de alta nos preços entre 3% e 4%.

  • Publicado em Economia

Produção brasileira de aço bruto tem queda de 6,3% em dezembro

Em dezembro de 2018, a produção de aço bruto foi de 2,6 milhões de toneladas, o que representa uma queda de 6,3% frente ao mesmo mês de 2017. A produção de laminados foi de 1,6 milhão de toneladas, apresentando uma queda de 8,9% na mesma base de comparação. A produção de semiacabados para vendas totalizou 983 mil toneladas e aumentou 1,2% em relação ao mesmo mês do ano anterior.

Endividamento das famílias cai pela 2ª vez consecutiva em dezembro

A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), apurada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), mostra que a proporção de famílias com dívidas no cheque pré-datado, cartão de crédito, cheque especial e carnê de loja, entre outros, caiu para 59,8% em dezembro do ano passado, comparada com os 60,3% observados em novembro. Também houve redução de 2,4 pontos percentuais em relação a dezembro de 2017 (62,2%).

A inadimplência também apresentou queda em ambas as bases de comparação. Dentre as famílias entrevistadas, 22,8% relataram possuir dívidas ou contas em atraso em dezembro de 2018, em comparação com as 22,9% em novembro do ano passado e 25,7% em relação ao mesmo período do ano passado. O mesmo comportamento foi observado entre as famílias que declararam não ter condições de pagar suas contas ou dívidas em atraso e que, portanto, permaneceriam inadimplentes: uma queda dos 9,5% em novembro para 9,2% do total em dezembro passado. O indicador havia alcançado 9,7% em dezembro de 2017.

“As taxas de juros em patamares mais baixos constituem um fator favorável à queda da inadimplência, assim como a sazonalidade do período. O recebimento do décimo terceiro salário favorece o pagamento de contas em atraso”, afirma a economista da CNC Marianne Hanson.

O cartão de crédito ainda segue como principal tipo de dívida, apontado por 78,1% das famílias entrevistadas. Em seguida, vêm os carnês (14,7%) e, em terceiro lugar, o financiamento de carro (10,2%).

Nível de endividamento

A proporção das famílias que se declararam muito endividadas registrou queda em relação a novembro, passando de 12,8% para 12,4% do total de entrevistadas. Na comparação anual, a queda foi de 1,7 ponto percentual. Comparando dezembro de 2017 com dezembro de 2018, a parcela que declarou estar mais ou menos endividada passou de 23,0% para 23,1%, e a parcela pouco endividada passou de 25,1% para 24,3% do total de famílias.

Prazo de endividamento

O tempo médio de atraso para o pagamento de dívidas foi de 63,5 dias em dezembro de 2018, abaixo dos 64,3 no mesmo período do ano passado. Em média, o comprometimento com as dívidas foi de 6,9 meses, sendo que 31,3% das famílias possuem dívidas por mais de um ano. Entre aquelas endividadas, 19,6% afirmam ter mais da metade da sua renda mensal comprometida com o pagamento de dívidas.

Desde janeiro de 2010, a Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor é apurada mensalmente pela CNC. Os dados são coletados em todas as capitais dos Estados e no Distrito Federal, com cerca de 18 mil consumidores.

Confiança do consumidor brasileiro sobe 4 pontos em dezembro, aponta ACSP

O Índice Nacional de Confiança (INC) da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) registrou 94 pontos em dezembro, um aumento de quatro pontos em relação a novembro (90) e de 20 frente a dezembro do ano passado (74). É a quarta alta consecutiva da pesquisa e também o maior patamar desde junho de 2015, quando o levantamento registrou 100 pontos.

  • Publicado em Economia

Superávit comercial é de US$ 2 bi na quarta semana de dezembro

A balança comercial brasileira teve saldo positivo de US$ 2,024 bilhões na quarta semana de dezembro, período com quatro dias úteis (dias 21 a 27). As exportações foram de US$ 3,623 bilhões, e as importações chegaram a US$ 1,599 bilhão no período. Os números foram divulgados, na tarde desta segunda-feira (28), pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

Jorge & Mateus fazem shows em dezembro no Citibank Hall, em SP

Dupla sobe ao palco nos dias 19, 20 e 21 de dezembro e promete surpresa para os fãs

A dupla Jorge & Mateus fará uma verdadeira comemoração de Natal antecipada no Citibank Hall, em São Paulo. Em três noites de shows, dias 19, 20 (duas apresentações) e 21 de dezembro, os goianos, considerados uma das principais duplas sertanejas do Brasil, vão mostrar o melhor do seu repertório, além de surpreender o público com novidades nas apresentações.

 

Assinar este feed RSS