Política energética de Trump enfrenta barreira de governantes

Há pouco mais de um ano, Donald Trump chegava à Casa Branca após uma campanha marcada por declarações polêmicas e contraditórias. Para a pesquisadora da FGV Energia Júlia Febraro, as promessas do presidente dos Estados Unidos se concretizaram, representando uma ameaça à continuidade dos instrumentos e políticas adotados durante a Administração Obama. "As decisões de Trump foram na contramão mundial, o ápice foi a retirada do país do Acordo de Paris", explica Júlia.

Cemig investe R$ 11 milhões em eficiência energética no Estado em 2016

De janeiro a novembro deste ano, a Cemig investiu R$ 10,8 milhões por meio do Programa de Eficiência Energética (PEE) em Minas Gerais. Os recursos foram destinados aos projetos Conviver Solar, Autoclaves, Solar Hospitais e Solar ILPI. Devido à relevância desse assunto para o setor elétrico, a empresa já investiu, desde 2008, cerca de R$ 400 milhões na implantação de projetos de eficiência energética, com o objetivo de difundir a cultura do uso racional de energia elétrica através da conscientização e do uso de equipamentos mais eficientes pela população e entidades.

Chamada incentiva ações de eficiência energética em Instituições de Educação

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) quer ajudar as Instituições Públicas de Educação Superior a reduzir a conta de energia, a trocar equipamentos energeticamente ineficientes por outros mais eficientes, a implementar sistemas de geração própria de energia (minigeração), além de promover a mudança de hábito de consumo de professores, alunos e funcionários no que diz respeito ao uso da energia elétrica.

Projetos de eficiência energética economizam 4,6 GWh

De 2008 até junho de 2016, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) contabilizou 1.704 projetos de eficiência energética apresentados pelas concessionárias. Juntos, esses projetos somaram R$ 5 bilhões em investimentos. Com todos eles em operação, a expectativa é obter uma economia de 4.629 GWh ao longo dos anos.

Distribuidoras de energia deverão investir em programa de eficiência energética

A presidenta Dilma Rousseff sancionou hoje (4) a Lei 13.280, que trata da redistribuição de investimentos das distribuidoras de energia elétrica em pesquisa e desenvolvimento e em eficiência energética. A lei prevê que as empresas devem investir 20% dos recursos destinados a investimentos em ações de eficiência energética, por meio do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel).

Governo cria comitê para estudar medidas de eficiência energética

Um grupo de representantes de diversos ministérios foi criado com o objetivo de propor estratégias para promover a eficiência energética no país. A resolução do Conselho Nacional de Política Energética que cria o Comitê Técnico para Eficiência Energética (CTEE) foi publicada hoje (1º) no Diário Oficial da União.

Assinar este feed RSS