Indicador antecedente de emprego se mantém estável

Em agosto, o Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) da Fundação Getulio Vargas variou 0,2 ponto, para 86,8 pontos. Em médias móveis trimestrais, o indicador avançou 0,3 ponto, para 86,8 pontos, após ter recuado nos cinco meses anteriores.

  • Publicado em Economia

Emprego formal cresce no Brasil

Pelo quarto mês consecutivo, o emprego formal cresceu no Brasil. Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta sexta-feira (23) mostram a abertura de 43.820 vagas de trabalho com carteira assinada em julho, um crescimento de 0,11% em relação ao estoque de junho. 

EUA criam 224 mil empregos em junho

O Departamento do Trabalho dos Estados Unidos divulgou nesta sexta-feira (05) que no mês de junho, com ajustes sazonais, foram criados 224 mil empregos. A taxa de desemprego aumentou 3,7% em junho, ante 3,6% em maio, contrariando previsão de manutenção da taxa. Os números de criação de postos de trabalho dos dois meses anteriores foram revisados para baixo: em maio, de 75 mil para 72 mil e, em abril, de 224 mil para 216 mil.

(Redação - Investimentos e Notícias)

Indicador Antecedente de Emprego recua em maio

O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) da Fundação Getulio Vargas recuou 6,7 pontos em maio, para 85,8 pontos, o menor nível desde junho de 2016 (82,2 pontos). Em médias móveis trimestrais o indicador caiu 4,5 pontos, para 90,6 pontos.

Assinar este feed RSS