São Paulo atinge 1,47 milhão de financiamentos em 2015

São Paulo registrou 1.474.995 financiamentos de veículos em 2015, número que revela baixa de 15,3% na comparação anual. Os dados contemplam autos leves, motos, pesados e outros. O estado manteve-se como o que mais financia veículos no País. A categoria de autos leves também apresentou queda de 15%. Esses números levam em consideração veículos novos e usados.

BNDES divulga mudanças no financiamento do programa Finame

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou ontem (29) novas condições de financiamento do programa Finame, destinado à aquisição de bens de capital, ônibus e caminhões, e do Finame Agrícola, destinados à produção e comercialização de máquinas, implementos agrícolas e bens de informática e automação destinados à produção agropecuária. As novas condições entrarão em vigor a partir de janeiro.

Petrobras negocia financiamentos com Agências de Crédito à Exportação

A Petrobras informa que, dentro da sua estratégia de diversificação de fontes de financiamento, está concluindo negociações com as Agências de Crédito à Exportação da Itália - SACE, do Reino Unido - UK Export Finance (UKEF), do Japão - Nippon Export and Investment Insurance (NEXI) e da Áustria - Oesterreichische Kontrollbank AG (OeKB).

118,1 mil veículos foram financiados em SP

Com a marca de 118.132 veículos financiados em outubro, número que engloba autos leves, motos e pesados, o estado de São Paulo manteve a liderança no ranking nacional de financiamentos de veículos. Os dados consideram automóveis leves, motos e pesados.

Países do sul pressionam para obter financiamentos

Os países em desenvolvimento reunidos em Bonn para as negociações climáticas aumentaram a pressão nesta quinta-feira sobre os países ricos para obter compromissos financeiros a fim de lidar com os impactos do aquecimento global, uma questão-chave da conferência de Paris no final de novembro.

Conselho Monetário aumenta para 7% ao ano juros de financiamentos do BNDES

As empresas que contraírem empréstimos e financiamentos no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) terão de pagar juros maiores. O Conselho Monetário Nacional (CMN) aumentou a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) para 7% ao ano. Com a elevação, a taxa subiu para o maior nível desde setembro de 2006, quando a TJLP estava em 7,5% ao ano.

Assinar este feed RSS