IPC-C1 sobe 0,95% em novembro, mostra FGV

A Fundação Getulio Vargas (FGV) anunciou que o Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1) de novembro subiu 0,95%, ficando 0,24 ponto percentual (p.p.) acima do apurado em outubro quando o índice registrou taxa de 0,71%. Com este resultado, o indicador acumula alta de 4,85% no ano e 5,82% nos últimos 12 meses.

  • Publicado em Economia

IPC-S registra acréscimo em todas as sete capitais pesquisadas

O índice de preços ao consumidor – semanal (IPC-S) de 30 de novembro de 2020 subiu 0,94%, ficando 0,17 ponto percentual (p.p.) acima da taxa divulgada na última apuração, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV). Todas as sete capitais pesquisadas registraram acréscimo em suas taxas de variação.

  • Publicado em Economia

Inflação pelo IPC-S sobe 0,94%, mostra FGV

O índice de preços ao consumidor – semanal (IPC-S) de 30 de novembro de 2020 subiu 0,94%, ficando 0,17 ponto percentual (p.p) acima da taxa registrada na última divulgação, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV). Com este resultado, o indicador acumula alta de 4,06% no ano e 4,86% nos últimos 12 meses.

  • Publicado em Economia

Expectativa de inflação dos consumidores cresce em novembro de 2020

A expectativa mediana de inflação dos consumidores brasileiros para os próximos 12 meses avançou 0,1 ponto em novembro, para 4,8%, o maior valor desde abril desse ano (5,1%), segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV). Em relação ao mesmo mês do ano anterior, a mediana se manteve estável.

  • Publicado em Economia

Inflação pelo IPC-S sobe 0,77%

O índice de preços ao consumidor – semanal (IPC-S) de 22 de novembro de 2020 subiu 0,77%, ficando 0,15 ponto percentual (p.p) acima da taxa registrada na última divulgação, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV). Com este resultado, o indicador acumula alta de 3,88% no ano e 4,68% nos últimos 12 meses.

  • Publicado em Economia

Alta da inflação reduz retorno dos títulos prefixados em mercado, diz ANBIMA

O resultado do IPCA-15 em outubro (0,94%) teve impacto sobre os títulos públicos em mercado, especialmente nos papéis prefixados. No período entre o anúncio da taxa de inflação, no dia 23, e o fim do mês, o IRFM-1+ apresentou perda de 0,58%. O índice calculado pela ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) retrata uma carteira com títulos prefixados com mais de um ano de vencimento e teve queda de 0,61% em outubro, reduzindo o retorno no acumulado do ano para 4,76%.

 

Inflação pelo IPC-S recua no final de outubro

O índice de preços ao consumidor – semanal (IPC-S) de 22 de outubro de 2020 variou 0,79%, ficando 0,22 ponto percentual (p.p) abaixo da taxa registrada na última divulgação, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV). Com este resultado, o indicador acumula alta de 3,23% no ano e 4,53% nos últimos 12 meses.

  • Publicado em Economia

Inflação pelo IPC-S acumula alta de 3,45% no ano

O índice de preços ao consumidor – semanal (IPC-S) de 15 de outubro de 2020 variou 1,01%, ficando 0,17 ponto percentual (p.p) abaixo da taxa registrada na última divulgação, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV). Com este resultado, o indicador acumula alta de 3,45% no ano e 4,75% nos últimos 12 meses.

  • Publicado em Economia
Assinar este feed RSS