Conab prevê recuperação do milho

A safra de grãos 2018/2019 deve alcançar a marca de 233,3 milhões de toneladas, mantendo-se como a segunda maior registrada na série histórica do país. O bom desempenho é impulsionado pela melhora da produção do milho na segunda safra do grão. Os dados estão no 6º levantamento realizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), divulgado nesta terça-feira (12).

AGRONEGÓCIO: Café tem queda no preço enquanto milho fica mais caro

A saca de 60 quilos do café arábica começou a quinta-feira (14) com queda de 0,09% no preço e é vendida a R$ 408,62 na cidade de São Paulo. O café robusta também apresentou redução no valor. A baixa foi de 0,20% e a saca é comercializada a R$ 303,90 para retirada no Espírito Santo.

AGRONEGÓCIO: Preços do milho apresentam comportamento distinto dentre as regiões

Os preços domésticos do milho têm apresentado comportamentos distintos dentre as regiões acompanhadas pelo Cepea, refletindo as ofertas e demandas regionais. Quanto ao ritmo de negócios, especulações com relação ao impacto das chuvas irregulares no desenvolvimento das lavouras têm feito com que produtores consultados pelo Cepea posterguem a venda de grandes lotes e negociem apenas pontualmente. Compradores, por sua vez, ainda não têm retomado as aquisições de forma mais expressiva, o que, de certa maneira, sustenta as cotações internas.

Conab realiza venda de mais 10 mil t de milho

Em continuidade ao atendimento do pleito de pequenos criadores de animais junto ao governo federal, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) dará sequência à venda de milho por meio de leilão eletrônico no próximo dia 12 de julho, a partir das 9h. A quantidade a ser ofertada é de 10 mil toneladas do grão a granel. Os lotes estão localizados em Mato Grosso, nos municípios de Sorriso, Diamantino e Campo Verde.

Preço do milho apresenta forte alta em fevereiro

Os preços de milho vêm apresentando fortes altas nos mercados externo e interno, segundo informam pesquisadores do Cepea. No cenário internacional, as cotações são impulsionadas especialmente por preocupações quanto ao clima na Argentina. 

Assinar este feed RSS