Exportação cai, mas mercado doméstico de ovos segue aquecido

Mesmo com o recuo de mais de 50% nos embarques brasileiros de ovos entre janeiro/16 e janeiro/17, a oferta no mercado interno continua baixa, em função dos descartes programados. Segundo pesquisadores do Cepea, o consumo aquecido, devido ao retorno das aulas e ao início do mês, tem impulsionado as cotações.

Com menor disponibilidade, preços dos ovos sobem

Os valores dos ovos subiram na última semana em todas as regiões pesquisadas pelo Cepea. Os maiores patamares do início deste ano estão atrelados aos descartes de poedeiras mais velhas, intensificados na segunda quinzena de janeiro, com o objetivo de reduzir a oferta de ovos. Além da disponibilidade relativamente ajustada, o típico aumento da demanda com o retorno às aulas (merendas escolares) contribuiu para elevar as cotações.

  • Publicado em Saúde

Maior demanda e queda da oferta impulsionam preços do ovo

As cotações dos ovos subiram na última semana, refletindo a combinação de maior demanda com a volta às aulas em algumas regiões. Além disso, conforme colaboradores do Cepea, o elevado volume de descartes contribuiu para reduzir a oferta, impulsionando os preços. Entre 19 e 26 de janeiro, a média da caixa com 30 dúzias do ovo tipo extra, branco, a retirar na região de Bastos, subiu 4,7%, passando para R$ 75,20/cx nessa quinta-feira, 26.

Período de final de ano impulsiona venda de ovos

A demanda por ovos segue aquecida nesta semana, devido ao abastecimento dos estoques para as festas de final de ano, segundo colaboradores do Cepea. A média de negociações do ovo tipo extra branco em dezembro/16 está em 15% superior à de mesmo período de 2015, a R$ 85,41 a caixa com 30 dúzias do produto colocado na Grande São Paulo, em termos nominais.

Maior demanda eleva preços dos ovos

Os preços dos ovos têm subido neste início de dezembro, refletindo o típico aumento da demanda neste período de recebimento de salários e parcela do 13º. A expectativa é que os valores continuem aumentando nas próximas semanas, impulsionados pelo consumo de comidas típicas natalinas.

Em um ano, preços dos ovos sobem até 10%

Apesar da relativa estabilidade no balanço de novembro, os preços dos ovos encerraram o mês acima dos patamares registrados há um ano. Em Bastos (SP), principal região produtora, o tipo extra, branco, está 10,3% mais valorizado, em termos nominais, atingindo média de R$ 73,65/cx em novembro/16.

Com demanda incerta, descartes podem equilibrar oferta de ovos

O mercado de ovos encerra novembro com baixa liquidez e preços em queda na maioria das regiões pesquisadas pelo Cepea. Segundo pesquisadores, alguns produtores, com receio de que o consumo não se aqueça tanto como o esperado em dezembro, vêm realizando descartes de poedeiras mais velhas no intuito de ajustar a oferta à demanda.

Exportações em alta reduzem oferta doméstica e preços do ovo reagem

As exportações brasileiras de ovos subiram pelo segundo mês consecutivo em outubro, contribuindo para enxugar a oferta doméstica. Segundo pesquisadores do Cepea, além do bom desempenho das vendas externas, os descartes realizados no mercado interno em setembro e outubro e o típico aquecimento da demanda doméstica em começo de mês vêm resultando em reações de preços neste início de novembro. Entre 3 e 10 de novembro, o ovo tipo extra, branco, colocado na Grande São Paulo, se valorizou 3%, com a caixa de 30 dúzias na média de R$ 80,40 nessa quinta-feira, 10.

Assinar este feed RSS