UPS registra sólidos resultados para o 2º trimestre

  •  
UPS registra sólidos resultados para o 2º trimestre (Foto:Divulgação) UPS registra sólidos resultados para o 2º trimestre

A UPS anunciou um lucro diluído por ação para o segundo trimestre de 2016 de US $ 1,43, um aumento de 6% em relação ao mesmo período do ano passado. O lucro operacional internacional aumentou 11%, para US $ 613 milhões, representando o sexto trimestre consecutivo de crescimento de dois dígitos.

A receita total foi de US $ 14,6 bilhões, aumento de 3,8% em relação ao mesmo trimestre do ano passado. O crescimento da receita foi reduzido por mudanças nas sobretaxas de combustível e taxas de câmbio. Em uma base de moeda neutra, a receita aumentou 4,0%. Menores taxas de sobretaxa de combustível reduziram o crescimento das receitas em cerca de 120 pontos base.

"Estamos investindo para expandir a nossa rede global, implementando novas tecnologias e capturando novas receitas em mercados de alto crescimento", disse David Abney, presidente e CEO da UPS. "Estes investimentos estratégicos em nosso negócio diversificado geraram, novamente neste trimestre, forte valor para nossos clientes e acionistas."

Para os seis meses encerrados em 30 de junho, a UPS gerou US $ 4,7 bilhões em caixa provenientes de operações e US $ 3,7 bilhões em fluxo de caixa livre depois de ter despesas de capital de US $ 1,0 bilhão. A empresa pagou dividendos de cerca de US $ 1,3 bilhão, um aumento de 6,8% por ação sobre o mesmo trimestre de 2015. A UPS também recomprou 13,3 milhões de ações por aproximadamente US $ 1,3 bilhão.

O lucro operacional para remessas domésticas nos EUA aumentou para US $ 1,2 bilhão e a margem operacional cresceu 10 pontos base para 13,7%. Melhorias de produtividade sustentadas por tecnologia, combinadas com custos menores de combustível, resultaram em uma redução de 0,2% no custo por unidade em comparação com o mesmo trimestre em 2015.

A receita total aumentou 2,4% em relação ao segundo trimestre de 2015, para US $ 9,0 bilhões. O volume diário médio aumentou 2,5%, com aumento de Next Day Air de 5,6% e de produtos Ground de 2,4%. Fortes tendências de crescimento de business-to-consumer (B2C) continuaram neste trimestre, superando o crescimento de resultados de negócios em mais do que 5 para 1.

A receita por pacote ficou estável em comparação com o mesmo período do ano passado. As taxas de sobretaxa de combustível reduziram o crescimento da produtividade em mais de 100 pontos base. O crescimento nas taxas de base compensou as mudanças no mix de produtos e clientes.

O lucro operacional internacional aumentou em mais de 11%, para US $ 613 milhões, estabelecendo um nível recorde no segundo trimestre. O crescimento de volume em todos os produtos, preços disciplinados e ganhos de eficiência de rede contribuíram para o aumento da lucratividade.

A receita cresceu 1,1% em relação ao ano anterior, no entanto, a queda no câmbio foi de 40 pontos base. Taxas de combustível mais baixas reduziram o crescimento das receitas em cerca de 170 pontos base. Remessas Daily Export aumentaram 3,9%, enquanto o crescimento fora da Europa e da Ásia compensaram os níveis mais baixos dos EUA. A rota comercial da Europa para os EUA aumentou a um ritmo de dois dígitos, pois os clientes usaram a rede UPS para se beneficiar da força do dólar americano. Remessas de exportação aumentaram em todas as categorias de produtos e os produtos premium ultrapassaram os produtos não premium.

A receita por pacote sofreu queda de 1,9%, e em uma base de moeda neutra, a receita por pacote caiu 1,4%. Menores taxas de sobretaxa de combustível reduziram o crescimento da receita por pacote em cerca de 140 pontos base. Melhorias na taxa de base foram anuladas por mudanças nas rotas comerciais e mix de clientes.

A receita de Cadeia de Suprimentos e Carga aumentou em mais de 13%, para US $ 2,5 bilhões. Isto deveu-se principalmente à aquisição da Coyote Logistics no terceiro trimestre do ano passado. As condições fracas do mercado nos mercados Air Freight Forwarding e LTL pressionaram o crescimento das receitas.

O negócio Forwarding ampliou as margens operacionais, focando na qualidade de receita e redução de custos operacionais. O negócio de corretagem de carga asset-light, teve um bom desempenho, apesar de um mercado fraco contínuo.

A unidade Distribution registrou um forte crescimento da receita nos setores de saúde, aeroespacial e automotivo. Durante o trimestre, Saúde tornou-se o setor de receita mais alta em nosso negócio de logística de contrato. O lucro operacional e a margem operacional aumentaram em comparação com o período do ano anterior.

A receita de UPS Freight LTL por quintal (hundredweight) aumentou 2,9% em relação ao mesmo período do ano passado. A tonelagem total ainda enfrenta os desafios das condições de mercado atuais. A unidade de negócios continua focada na gestão disciplinada de receitas e rotas comerciais lucrativas.

"A UPS produziu resultados sólidos do segundo trimestre, apesar da incerteza contínua na macroeconomia”, disse Richard Peretz, diretor financeiro da UPS. "Investimentos em tecnologia e produtividade em nossa rede integrada estão obtendo resultados sólidos. Reafirmamos nossa orientação para o lucro diluído por ação para todo o ano de 2016 de US $ 5,70 a US $ 5,90 ".

(Redação – Agência IN)