ZTE relata aumento de 43,5% no lucro anual

  •  
ZTE relata aumento de 43,5% no lucro anual Foto: Divulgação ZTE relata aumento de 43,5% no lucro anual

A ZTE Corporation, grande fornecedora internacional de sistemas de telecomunicações e de soluções de tecnologia para empresas e consumidores para internet móvel, anunciou que o seu lucro anual deve aumentar 43,5%, com projeção de receita recorde.

O lucro líquido atribuível aos acionistas da empresa será de RMB 3,78 bilhões (US$ 574 milhões) em 2015, em comparação com RMB 2,63 bilhões do ano anterior, de acordo com os resultados preliminares não auditados publicados hoje pela ZTE – com base nas regras de contabilidade da República Popular da China. A previsão da receita anual é de RMB 100,8 milhões, 23,8% maior que em 2014. É a primeira vez que a receita anual da empresa está posicionada para superar os RMB 100 bilhões.

A ZTE registrou um maior número de vendas em soluções de rede 4G LTE, tanto no mercado internacional quanto local, refletindo a força das inovações da empresa nas redes de telecomunicações. A companhia também registrou aumento de vendas em soluções de redes ópticas, enquanto a demanda por redes de banda larga ganha força.

O crescimento da receita anual também foi impulsionado pelo aumento das vendas de roteadores de alta tecnologia em mercados no exterior, enquanto a ZTE publicou incremento da receita com as vendas de soluções corporativas de TIC, incluindo o Smart City e as soluções de centro de dados para departamentos empresariais e governamentais. Além disso, a ZTE também impulsionou as vendas de smartphones 4G para fora da China, bem como de produtos para casas.

No final de 2015, o índice de alavancagem financeira da ZTE melhorou em 63,9%, em comparação com os 75,25% no ano anterior, refletindo a forte rentabilidade das operações da empresa e uma melhor gestão do capital. A empresa reforçou a gestão do fluxo de caixa com dinheiro recebido pela venda de bens e prestação de serviços superiores a RMB 105 bilhões, alcançando um crescimento substancial nos fluxos de caixa das atividades operacionais e fluxos de caixa líquido das atividades operacionais.

(Redação - Agência IN)