Diabetes é considerada a maior causa de amputações no Brasil

Dr. Fábio Batista alerta sobre a importância da prevenção da doença e principais causas, que podem evitar as temidas feridas nos pés Foto: Divulgação Dr. Fábio Batista alerta sobre a importância da prevenção da doença e principais causas, que podem evitar as temidas feridas nos pés

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 70% das amputações realizadas no Brasil são decorrentes do diabetes e 85% por conta de feridas nos membros inferiores, o que representa em torno de 55 mil amputações por ano. Vale ressaltar que a cada um minuto, três pessoas são amputadas no mundo decorrente do diabetes. Motivo mais que especial para que os pés sejam sempre bem tratados. “As pessoas com diabetes precisam ter atenção dobrada. Complicações, como o pé diabético, podem ser evitadas com prevenção. A diabetes é uma doença complexa, que a sociedade precisa se conscientizar sobre seus sintomas e consequências”, explica o ortopedista Fábio Batista, especializado em pés diabéticos, salvamento funcional de membros em feridas complexas. 

O que poucos sabem, é que existem alguns cuidados importantes com o pé para evitar fungos e consequentemente infecções, como as micoses que podem ser superficiais, mas também provocar feridas profundas, trazendo uma grande preocupação para pessoas com diabetes. O Dr. Fábio Batista, médico ortopedista especializado em pé diabético, explica que é preciso manter os pés sempre limpos, hidratados, protegidos por calçados apropriados prescritos por um médico especialista e nunca andar descalço.

Manter os pés secos durante os dias mais quentes e com chuva podem evitar micoses. “Os pés sempre são verificados durante consultas em pacientes com diabetes e o tratamento só será eficiente com um diagnóstico precoce e, também, pelo estado clínico do paciente”, comenta.

O Dr. Fábio Batista (CRM – SP 87665 / TEOT 7662) é médico ortopedista, especializado em pés diabéticos, salvamento funcional de membros em feridas complexas. É chefe do ambulatório de tratamento do Pé Diabético e Salvamento Funcional de Membros em Feridas Diabéticas Complexas e Assistente Doutor Efetivo do Departamento de Ortopedia e Traumatologia da Unifesp (Escola Paulista de Medicina); Doutor Efetivo da Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo; e pertence ao corpo clínico dos Hospitais Albert Einstein, Osvaldo Cruz, São Luiz e Santa Rita.