Rede social auxilia pacientes na luta contra o câncer

App Kimeo empodera usuários por meio da troca de informações e experiências Foto: Divulgação App Kimeo empodera usuários por meio da troca de informações e experiências

Quando um indivíduo é diagnosticado com algum tipo de câncer, ele nem sempre deseja se expor a todos os amigos no Facebook. O aplicativo Kimeo (www.kimeo.com.br) foi lançado para proporcionar um espaço em que pacientes possam compartilhar suas histórias, postar fotos e interagir com quem passou pela mesma situação ou já venceu a doença. Além disso, a plataforma mantém os usuários atualizados sobre tratamentos, estética e efeitos colaterais.



O app funciona com uma rede social, permitindo que os pacientes sigam uns aos outros, curtam e comentem postagens. “Criamos esse ambiente digital para proporcionar mais uma forma de lidar com o diagnóstico por meio da identificação com outros casos”, conta um dos criadores da plataforma, Gustavo Silva.

Para fornecer informações, o Kimeo firmou parceria com a Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (ABRALE) e com o Instituto Vencer o Câncer – fundado pelo Dr. Drauzio Varella –, dois dos principais institutos de oncologia do Brasil. “O conteúdo publicado no aplicativo é escrito exclusivamente por médicos e conta com um maior nível de aprofundamento”, explica Gustavo.

O aplicativo também disponibiliza três ferramentas que auxiliam na rotina. O “Acompanhamento Diário” permite que o usuário registre como está se sentindo física e emocionalmente a cada dia. Ao ir ao médico, por exemplo, é importante se lembrar até de uma pequena dor de cabeça. Já o “Controle de Tratamento” funciona como uma agenda em que é possível acompanhar os horários de medicamentos e consultas médicas.

Por fim, a funcionalidade “Perto de Você” possibilita encontrar clínicas, hospitais, institutos ou especialistas mais próximos por meio de geolocalização. “Não raro, famílias que vivem em cidades do interior se deslocam centenas de quilômetros para uma consulta com médicos nos grandes centros e desconhecem a atuação de profissionais semelhantes em municípios vizinhos”, lembra o empreendedor. 

O Kimeo é voltado não só para pacientes, mas para amigos, familiares e pessoas que já estão em remissão. Em breve, a plataforma permitirá que os usuários participem de grupos e tenham acesso a informações específicas acerca de seu tipo de câncer. O aplicativo é gratuito e já está disponível para Android e iOS. Até o final de 2017, Gustavo pretende alcançar os 150 mil downloads.

(Redação - Agência IN)