BR Distribuidora adquire Targus

A BR Distribuidora anuncia, nesta quinta-feira, acordo para aquisição da comercializadora Targus Energia e passa, com este investimento, a atuar em um novo segmento: a comercialização de energia elétrica.

Moody´s eleva ratings da Cemig

A Cemig anunciou que a agência de classificação de riscos Moody’s América Latina (“Moody’s”) elevou os ratings corporativos da Companhia, bem como os ratings de emissor das suas subsidiárias integrais Cemig Distribuição S.A. (“CEMIG D”) e Cemig Geração e Transmissão S.A. (“CEMIG GT”), passando de B1 para Ba3 na escala global e de Baa1.br para A1.br na escala nacional brasileira. A Perspectiva foi mantida em positiva.

EDP anuncia pagamento de juros em 15/09

A EDP – Energias do Brasil (EDP) anunciou aos titulares das debêntures referentes à 4ª Emissão de Debêntures Simples, Não Conversíveis em Ações da EDP, que efetuará o pagamento de principal e juros, no dia 15 de setembro de 2020, conforme segue:

EDP eleva Lucro Líquido em 25,5% no segundo trimestre

A EDP registrou lucro líquido de R$ 237 milhões no segundo trimestre de 2020. O resultado é 25,5% maior que o do mesmo período do ano anterior. O EBITDA (lucro antes de taxas, impostos, depreciação e amortização) chegou a R$ 586 milhões, um crescimento de 5,5% na comparação com o segundo trimestre de 2019. Graças a esse desempenho, a Companhia fechou o semestre com EBITDA de R$ 1,3 bilhão, um avanço de 1,9%, e lucro líquido de R$ 508 milhões, uma alta de 4,9% sobre a primeira metade do ano passado.

EMAE registrou prejuízo bruto de R$ 7,0 mi no 1T20

A Empresa Metropolitana de Águas e Energia (EMAE) apresentou hoje, 29, os seus resultados do 1º trimestre de 2020 (1T20). A receita operacional líquida da Companhia totalizou R$ 105,9 milhões no primeiro trimestre de 2020, o que representa redução de 0,8% em relação aos R$ 106,7 milhões auferidos no 1T19. 

EDP Energias anuncia lucro líquido de R$ 271,0 mi no 1T20

O EBITDA ajustado da EDP ENERGIAS DO BR, pelos efeitos não recorrentes e não caixa, foi de R$ 604,5 milhões no primeiro trimestre de 2020, redução de 7,0%. Conforme instrução CVM 527, o EBITDA ajustado pelo resultado das participações societárias foi de R$ 698,2 milhões, redução de 1,2%, decorrente do menor resultado dos projetos não consolidados.

Assinar este feed RSS