Aumento das importações pressiona valores do trigo

Com o início da colheita de trigo da safra 2014/15 no Paraná próximo, compradores estão ainda mais retraídos e os preços seguem em queda expressiva. Enquanto no mercado disponível, em julho, os valores caíram 14,2% no Paraná, no Rio Grande do Sul, o recuo foi menor, de 9,6%. Assim, a cotação do trigo no Paraná, que até julho era 170,00 reais/t maior que a do estado gaúcho, nos dois primeiros dias de agosto recuou para 108,00 reais/t, já refletindo a pressão da safra recorde. Considerando-se preços médios estaduais, no mercado disponível, em julho houve ainda decréscimo de 15,5% em São Paulo e de 15,1% em Santa Catarina. Além disso, as importações do cereal foram maiores no mês passado, em um mercado internacional com preços quase 19% inferiores que há um ano. No Brasil, porém, as quedas em onze meses são bem maiores, chegando a 28%. Segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), em julho houve aumento de 42,7% no valor das importações de trigo e derivados, comparativamente a junho, chegando a US$ 14,246 milhões por dia útil. Segundo pesquisadores do Cepea, tomando-se ainda como referência o valor do primeiro vencimento em Chicago, que está em queda desde maio, e baixou cerca de 10% no mês, é de se esperar aumento expressivo no volume importado.(Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br)

(Redação – Agência IN)

Plantio do trigo atinge 93% da área projetada no RS

As condições meteorológicas favoreceram os produtores de trigo nos últimos dias, permitindo que o plantio evoluísse satisfatoriamente e atingisse, nessa semana, 93% da área projetada inicialmente, número que se aproxima da média histórica dos últimos anos, como aponta o Informativo Conjuntural da Emater/RS-Ascar divulgado ontem (17/07).

Assinar este feed RSS