Menor importação pode aumentar procura por trigo do Brasil

Em abril, as importações brasileiras de trigo somaram 460,87 mil toneladas, 22% abaixo do volume de março/17 e a menor quantidade desde junho/16, segundo dados da Secex. Pesquisadores do Cepea indicam que esse cenário e a expectativa do dólar em patamares elevados e os valores menos competitivos do trigo nos principais fornecedores do cereal podem sustentar as cotações no mercado doméstico nos próximos meses.

Chuva no Sul atrapalha semeio do trigo

Após um bom início de semeio, chuvas interromperam as atividades de campo nos últimos dias em algumas praças do Sul do Brasil. Entretanto, conforme pesquisadores do Cepea, maior umidade e temperaturas mais baixas devem beneficiar o desenvolvimento das lavouras já implantadas. As expectativas para o Brasil seguem de redução de área.

Conab negocia subvenção para escoamento de trigo do Paraná

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) deu prosseguimento, nesta terça-feira (18), às operações de apoio ao escoamento de trigo produzido na Região Sul do país. Foram realizados dois leilões de subvenção para o Paraná, em atendimento a demanda do setor junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Cotações do trigo reagem em SP e no PR

A maior demanda por parte de moinhos tem elevado os preços do trigo nos mercados de lotes (negociações entre empresas) do Paraná e de São Paulo. Já nos demais estados acompanhados pelo Cepea, a pressão sobre as cotações continua, tanto no de lotes quanto no balcão (valor pago ao produtor).

Preço do trigo reage e recupera parte das quedas do 1ºbi

Os preços do trigo em grão reagiram em março em muitas praças acompanhadas pelo Cepea, recuperando parcialmente as quedas registradas nos dois primeiros meses do ano. O impulso, conforme pesquisadores do Cepea, veio da menor disponibilidade do cereal, reforçada pelo baixo interesse de venda de produtores, que estão priorizando a colheita e a comercialização de soja e/ou milho. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br.

(Redação - Agência IN)

Menor área limita compras de insumos para safra 2017/18 de trigo

Produtores de trigo do Paraná começam a adquirir insumos para o semeio da safra de inverno 2017/18, segundo levantamentos do Cepea. O ritmo de compras, porém, está mais lento que na mesma época do ano passado, refletindo a possível menor área destinada ao cereal nesta temporada, devido a incertezas climáticas, à maior produção argentina, à demanda doméstica enfraquecida e aos preços abaixo do mínimo estipulado pelo governo.

Moinhos retomam interesse de compra do trigo no Brasil

Agentes de moinhos, principalmente da região Sul do Brasil, retomam aos poucos o interesse de compra do trigo nacional. Segundo pesquisadores do Cepea, o principal motivo é aumento dos preços do cereal na Argentina (principal fornecedor de trigo aos moinhos brasileiros), movimento que pode persistir nos próximos meses.

Assinar este feed RSS