Apple é líder entre as empresas de bens de consumo duráveis que mais geram valor para seus públicos

  •  
Apple é líder entre as empresas de bens de consumo duráveis que mais geram valor para seus públicos Foto: Divulgação Apple é líder entre as empresas de bens de consumo duráveis que mais geram valor para seus públicos

Uma empresa é tão mais forte quão maior for sua capacidade de gerar valor a partir da interação e relação com seus públicos. No mercado de bens de consumo a tônica é levada à risca uma vez que a indústria produz itens que estão em nosso cotidiano como geladeiras, televisores, celulares e produtos de higiene pessoal. Pensando no peso que as marcas deste mercado detêm no hábito do consumidor, a DOM Strategy Partners, consultoria 100% nacional focada em estratégia corporativa, desenvolveu uma pesquisa para saber como a indústria de bens de consumo duráveis produz valor tangível e intangível a partir da percepção, avaliação e recomendação de seus stakeholders.

Além dos consumidores, foram ouvidos clientes, acionistas e funcionários que elegeram, por meio de um questionário, as cinco companhias do setor de bens de consumo duráveis que mais produziram valor a partir da percepção, avaliação e recomendação das diversas camadas de usuários. As cinco mais lembradas na pesquisa foram Apple, Whirlpool, Samsung, LG e Electrolux.

Diferente de 2015, que a Whirpool liderou o ranking com a média 8,21, neste ano as posições se alternam com a Apple em primeiro lugar tendo a nota 8,37, e a Whirpool ocupando a vice-liderança com 8,22. A Samsung mantém o terceiro lugar, porém com a média menor de 8,06, diferente do 8,15 conquistado no último levantamento. A novidade desta edição é a estreia da LG e da Electrolux, que aparecem com as médias 7,22 e 7,19, respectivamente.

“A liderança da Apple é por conta da evolução que teve no Brasil no último ano com a iniciação da fabricação do iPhone 6 em território nacional, por exemplo. Essa movimentação fez a empresa criar novos canais e estratégias para suportar a demanda vinda por todas os grupos de stakeholders. Todos saíram ganhando, do acionista ao consumidor final”, explica Daniel Domeneghetti, autor da pesquisa e CEO da DOM Strategy Partners.

O ranking MVP (Mais Valor Produzido) Brasil – Bens de Consumo Duráveis avaliou ativos como Eficácia da Estratégia Corporativa, Resultados Gerados, Crescimento Evolutivo, Valor das Marcas, Qualidade de Relacionamento com Clientes, Governança Corporativa, Sustentabilidade, Gestão de Talentos, Cultura Corporativa, Inovação, Conhecimento, Grau de Transformação e Uso das Tecnologias Digitais, dentre outros.

A resposta sobre capacidade de cada empresa gerar e proteger valor para si e para esses públicos foi feita a partir da quantificação das quatro dimensões que definem o Valor Corporativo de uma companhia: Resultados, Reputação (definida como Credibilidade/Imagem), Competitividade e Riscos.

(Redação - Agência IN)