EMC registra os resultados financeiros do segundo trimestre de 2014

  •  

A EMC Corporation (NYSE:EMC) divulgou hoje os resultados financeiros do 2º trimestre de 2014, o que inclui a receita recorde no segundo trimestre, de US$ 5,9 bilhões, um aumento de 5% em relação ao mesmo período do ano anterior. O lucro líquido GAAP atribuível à EMC foi de US$ 589 milhões, e os ganhos GAAP por média ponderada de ação diluída foram de US$ 0,28. O lucro líquido não GAAP1 atribuível à EMC foi de US$ 882 milhões, e os ganhos não GAAP1 por média ponderada de ação diluída foram de US$ 0,43.

No segundo trimestre, a EMC gerou US$ 1,3 bilhão em fluxo de caixa operacional e US$ 930 milhões em fluxo de caixa livre2 – 2% e 10% a mais do que no mesmo período do ano anterior, respectivamente. A EMC encerrou o trimestre com US$ 14,6 bilhões em caixa e investimentos. A empresa readquiriu um valor de aproximadamente US$ 600 milhões de suas ações ordinárias no segundo trimestre e retornou cerca de US$ 200 milhões aos acionistas via dividendos trimestrais.

Além disso, a diretoria da EMC aprovou uma aceleração do plano de recompra de ações em 2014, de US$ 2 bilhões para US$ 3 bilhões. Englobando a recompra acelerada e os dividendos aumentados da EMC (anunciados no primeiro trimestre de 2014), a EMC espera retornar aos acionistas mais de US$ 7 bilhões ao longo de 2013 e 2014.

Joe Tucci, presidente e CEO da EMC, disse: “Nosso setor e nossos clientes estão no meio de uma guinada profundamente transformadora e conturbada, e o ritmo da mudança está se acelerando. A EMC detectou isso bem cedo, pôs em ação a estratégia correta e a está executando muito bem. Novos clientes estão chegando à EMC, e os clientes atuais estão investindo mais pesadamente, devido a nossos recursos expandidos na EMC Information Infrastructure, na VMware e na Pivotal. Em consequência, não temos dúvida de que a EMC e nossos clientes e acionistas estarão entre os primeiros beneficiários dessa transformação”.

David Goulden, CEO da EMC Information Infrastructure e CFO (Chief Financial Officer) da EMC, disse: “O desempenho da EMC no 2º trimestre foi sólido e no rumo certo, com bom rendimento em cada uma das principais unidades de negócios. Estamos no limiar de uma oportunidade de expansão e continuamos confiantes em relação ao resto do ano, como evidenciado pela aceleração do programa de recompra. Nossa liderança no mercado, nossa vigorosa rede de parceiros e nossas tecnologias inovadoras respaldam uma estratégia muito bem recebida pelos clientes”.

Destaques do 2º trimestre
A receita do negócio EMC Information Infrastructure cresceu 1% em relação ao mesmo período do ano anterior. Excluindo-se o negócio High-end Storage3, a receita de Information Storage cresceu 7% em relação ao mesmo período do ano anterior – mais do que a taxa de crescimento do setor. A receita de Emerging Storage4 cresceu 52% em relação ao mesmo período do ano anterior, com base na demanda por tecnologias como o storage array EMC XtremIO totalmente flash, o EMC ViPR de armazenamento definido por software e o armazenamento EMC Isilon de scale-out. Com o XtremIO, a EMC estabeleceu uma clara liderança no mercado de arrays totalmente flash, ultrapassando uma demanda anual projetada5 de US$ 300 milhões em seu segundo trimestre completo de disponibilidade. A adoção do ViPR continua, com o número de clientes dobrando no segundo trimestre se comparado ao primeiro trimestre de 2014. O Data Domain teve mais um trimestre forte e o Data Protection Suite alcançou um forte crescimento de dois dígitos na receita, tanto consecutivamente quanto em relação ao mesmo período do ano anterior. A receita de RSA Information Security cresceu 6% em relação ao mesmo período do ano anterior, com o Security Analytics e o Archer crescendo mais de 20% cada um no segundo trimestre. A VCE teve outro forte trimestre, já que a demanda por sistemas VCE Vblock mostrou mais uma vez um crescimento muito acentuado em relação ao mesmo período do ano anterior.

A receita da Pivotal cresceu 29% em relação ao mesmo período do ano anterior. A proliferação da plataforma Cloud Foundry como padrão do setor para PaaS de código aberto continua a prosperar. A participação no segundo Cloud Foundry Summit anual realizado no segundo trimestre foi mais que o dobro.

A VMware continua a crescer, com a receita aumentando 17% em relação ao mesmo período do ano anterior. A VMware continua concentrada em oferecer tecnologias de virtualização para impulsionar suas três iniciativas estratégicas: datacenters definidos por software, nuvem híbrida e computação do usuário final.

Destaques globais
A receita consolidada da EMC nos EUA, no segundo trimestre, cresceu 3% em relação ao ano anterior, chegando a US$ 3,1 bilhões, o que representa 52% da receita consolidada no segundo trimestre. A receita das operações comerciais da EMC fora dos EUA cresceu 7% em relação ao ano anterior, chegando a US$ 2,8 bilhões, e representa 48% da receita consolidada no segundo trimestre. Isto inclui a receita da EMC na região EMEA (Europa, Oriente Médio e África), que cresceu 12%, e a receita na América Latina, que cresceu 14%, ambas em relação ao mesmo período do ano anterior. A receita nos mercados BRIC+13 aumentou 5% em relação ao ano anterior.

(Redação - Agência IN)