Microsoft é a marca de B2B mais valiosa do mundo, aponta ranking BrandZ

  •  
Microsoft é a marca de B2B mais valiosa do mundo, aponta ranking BrandZ Foto: Divulgação Microsoft é a marca de B2B mais valiosa do mundo, aponta ranking BrandZ

A Microsoft é a marca mais valiosa do mundo na categoria B2B, de acordo com o ranking BrandZTM 20 marcas globais de B2B mais valiosas, elaborado pela WPP e Millward Brown em parceria com o LinkedIn®. No ranking das 100 marcas globais mais valiosas, a Microsoft ficou em terceiro lugar. Seu valor cresceu 5% em relação ao ano passado, chegando a US$ 122 milhões de dólares, graças a seu sólido desempenho, relacionado aos serviços na nuvem e sistemas operacionais. O top 20 das marcas B2B totalizam US$ 682 bilhões de dólares.

A Huawei (11°) cresceu 22% após o forte investimento em inovação e novas tecnologias, como redes definidas por software (SDN) e soluções na nuvem. Os esforços bem sucedidos para aumentar o reconhecimento da marca na Europa incluem a contratação de renomados atores e o jogador de futebol Lionel Messi como embaixadores da marca.

Por outro lado, a Accenture (7°), que antes era uma empresa de outsourcing, tornou-se uma marca inovadora na tecnologia digital, incluindo serviços de nuvem, mobile e analytics, ganhando participação de mercado e melhorando sua rede global de distribuição.

Já a SAP (6°), melhorou sua experiência com o cliente ao ofertar melhorias, nas instalações e também na nuvem, oferecendo um serviço que suporta todo o fluxo de trabalho das empresas, em um momento que as concorrentes oferecem um serviço baseado em silos.

O Top 20 reflete os desafios enfrentados pelo setor B2B no ano passado, incluindo as pressões financeiras causadas pela desaceleração em algumas economias. Fatores como o acelerado ritmo que avança a digitalização, a batalha para atrair talentos e a troca da audiência B2B que agora é representada pelos Millennials (46%) tornou cada vez mais difícil a retenção dos consumidores e a diferenciação dos concorrentes para atrair os influenciadores. Os negócios B2B têm aumentado o seu sucesso e valor conforme as empresas têm mudado o seu foco e recursos para desenvolver produtos que ajudam a construir sua marca e criar uma boa experiência para o consumidor.

Uma análise do ranking BrandZ mostra que as pessoas percebem as marcas B2B como as melhores e de maior comprometimento do que as B2C, mas ainda assim são consideradas menos dinâmicas, inovadoras e diferenciadas. Percepções que impactam sobre o valor da marca.

Tratando desse assunto, Silvia Quintanilha, vice-presidente comercial da Millward Brown Brasil, afirma: “As empresas B2B estão começando a prestar mais atenção às suas marcas. Ao fortalecer as marcas para pensar em melhores formas de posicionamento, elas conseguem lidar com fatores macroeconômicos que afetam a categoria e as deixam em uma posição melhor para se conectar com o seu alvo".

Christina Jenkins, Diretora do LinkedInGlobal Go-To-Market Research, comenta: “A importância de se ter uma marca forte se estende além do usuário final. As empresas B2B estão em uma batalha constante com as empresas de consumo, contratando os melhores talentos. As marcas que são capazes de passar uma imagem positiva e que mostram a capacidade de inovar são as que serão consideradas potenciais empregadoras".

A Millward Brown junto com o LinkedIn trabalhou no projeto de pesquisa, coleta de dados e análise, permitindo à equipe obter uma amostra da qualidade de dados do BrandZ que inclui entrevistados envolvidos com a categoria e que representam uma ampla gama de empresas.

O relatório BrandZ Top 100 marcas globais mais valiosas oferece resultados, rankings e uma grande variedade de insights de marcas chaves para regiões no mundo. Os 14 diferentes setores estão disponíveis online aqui. Um novo aplicativo interativo está disponível de maneira gratuita para iOS e Android no site www.brandz.com/mobile, bem como para download na Apple Store e no Google Play.

(Redação - Agência IN)