Franquia de segurança fatura R$ 55 mi com 30 unidades pelo país

A distribuidora de equipamentos de segurança Castseg (www.castseg.com.br) faturou R$ 55 milhões em 2014 e, este ano, pretende expandir sua rede de franqueados para cidades pequenas. A companhia, que atende varejistas e instaladoras, já está presente em 10 estados brasileiros, com 30 unidades.

 

Windows 10 terá identificação biométrica

Você é daqueles que sempre esquecem as senhas? Ou tem medo de que elas sejam clonadas? O futuro sistema operacional Windows irá oferecer a possibilidade de conectar-se a suas contas usando tecnologia biométrica, como o reconhecimento facial - anunciou a Microsoft nesta terça-feira.

Setor de segurança movimenta R$ 2,5 bilhões só em SP

Os altos índices de violência, insegurança crescente entre as pessoas, e regulamentações governamentais sobre segurança e proteção está pavimentando o caminho para o desenvolvimento do mercado de segurança. Segundo o SIESE-SP (Sindicato das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança do Estado de São Paulo), o setor de segurança cresceu em média 10% no estado de São Paulo em 2014 e movimentou a ordem de mais de US$ 900 milhões, ou seja, R$ 2,5 bilhões. O aumento nas vendas nos últimos anos se deve ao acesso às novas tecnologias e maior divulgação do setor.

Pais devem ficar de olho na segurança digital na volta às aulas

A volta às aulas se aproxima e com ela os temores de muitos pais e professores em relação ao uso de aparelhos móveis como smartphones e tablets por crianças, seja no ambiente escolar ou fora dele. Pesquisas da AVG Technologies, fabricante de softwares de segurança para computadores e dispositivos móveis utilizados por 188 milhões de usuários, mostram que 95% dos pais gostariam que a educação digital fosse disciplina obrigatória nas escolas, mas 78% dos professores brasileiros não se sentem preparados para oferecer esse tipo de orientação.

Confira como fazer compras online de fim de ano com segurança

Com a aproximação da época de festas de final de ano, é comum que as pessoas busquem a Internet para realizar compras de Natal e Ano Novo, fato que estimula a ação de cibercriminosos. Assim, é importante ficar atento às práticas comerciais, especialmente porque os varejistas continuam a ser uma das cinco maiores vítimas de violações de dados no mundo, de acordo com a pesquisa ISTR 2014.

Assinar este feed RSS