Redação

Com demanda enfraquecida, arroz em casca se desvaloriza

O mercado de arroz em casca do Rio Grande do Sul tem apresentado lentidão, segundo indicam pesquisadores do Cepea. Apenas indústrias com necessidade de repor estoque estão presentes no mercado, dando preferência ao arroz depositado em seus armazéns. Demais beneficiadoras, incluindo as de outros estados, seguem trabalhando com estoque já adquirido.

O agronegócio brasileiro ainda crescerá muito na próxima década

De acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (CEPEA), o PIB do Agronegócio brasileiro registrou queda de 2,58% no período entre janeiro e agosto de 2017, indicando que o desempenho foi marcado por queda de preços, reduzindo os resultados na renda do setor, pois em termos de volume físico houve crescimento recorde. Para o ano todo, a queda do PIB deve alcançar 3,8%, sendo que um recuo de 3,5% é esperado para o ramo agrícola e queda de 4,7% para o ramo pecuário. Em relação aos segmentos, estima-se: i) insumos para agropecuária, recuo de 4,4%; ii) primário, alta de 1,4%; iii) agroindústria, queda de 6,2%; e iv) agrosserviços, recuo de 5,3%.

Demanda eleva preço do algodão em 2,4% em uma semana

Muitas indústrias têxteis retomaram as atividades depois do recesso de fim de ano, com necessidade de refazer estoques. Assim, conforme indicam pesquisadores do Cepea, essa maior demanda tem mantido as cotações do algodão em pluma em alta. De 9 a 16 de janeiro, o Indicador do algodão CEPEA/ESALQ, com pagamento em 8 dias, subiu 2,38%, fechando a R$ 2,8222/lp na terça-feira, 16.

Café robusta recua mais de 8% na prévia de janeiro

A maior disponibilidade no mercado brasileiro, a demanda enfraquecida e o recuo das cotações internacionais do café robusta têm pressionado os valores dessa variedade no Brasil, segundo informações do Cepea. No acumulado parcial de janeiro (até o dia 16), o Indicador CEPEA/ESALQ do robusta do tipo 6 já caiu 8,2% e fechou a R$ 326,96/saca de 60 kg nessa terça-feira.

Assinar este feed RSS