Rio de Janeiro faz mutirão para pagamento de correção da poupança

  •  
A iniciativa beneficiará mais de 1.500 poupadores. Foto: Divulgação A iniciativa beneficiará mais de 1.500 poupadores.

A FEBRABAN anunciou que de hoje, 6, até o dia 10 de maio fará um mutirão para resolver os pagamentos de quem entrou na Justiça para reaver as diferenças de correção da poupança dos planos Bresser, Verão e Collor 2.

A Federação Brasileira de Bancos informou que a população do Rio de Janeiro que está dentro desse contexto poderá comparecer ao posto de atendimento para regularizar a situação.

A iniciativa é uma parceria entre a entidade e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o Tribunal de Justiça estadual, que visa agilizar o pagamento dos valores devidos aos cidadãos. Com isso, mais de 1.500 poupadores deverão ser beneficiados pela ação.

Os bancos Bradesco e Itaú Unibanco estão participando do mutirão. As instituições financeiras são responsáveis por levantar todas as informações de quem está com a documentação completa e entrar em contato com essas pessoas convocando-as a participarem da ação.

O Tribunal de Justiça estadual informará os advogados dos poupadores sobre a data das sessões de conciliação, por meio do Diário Oficial do Estado.

Vale lembrar que apenas os clientes procurados pelos bancos poderão participar do mutirão e, após receber a ligação de um dos bancos, o poupador precisará comparecer no dia, hora e local combinados para fechar o acordo, acompanhado de seu advogado.

O poupador deverá se apresentar com um documento original de identificação com foto, além de o advogado também apresentar sua carteira da OAB original, cópia de procuração com poderes para negociar, receber e dar quitação, comprovadamente juntada aos autos.

Em caso de falecimento, os familiares deverão apresentar cópia da certidão de óbito, cópia da procuração de todos os herdeiros e cópia da petição de regularização do polo ativo na ação do poupador.

A plataforma digital www.pagamentodapoupanca.com.br é o endereço para os clientes tirarem dúvidas e obterem mais informações sobre a iniciativa. A justiça afirma que esse é ainda o principal meio para a adesão ao acordo relativo aos planos econômicos, sendo que o mutirão é apenas uma alternativa para casos identificados previamente pelos bancos como de fácil adesão ao acordo.

O serviço funcionará de 6 a 10 de maio, no Cejusc da capital do Rio de Janeiro, na rua Beco da Música, 121 – Centro.

(Redação - Investimentos e Notícias)