Ações e multimercados respondem por 84% da captação de fundos

A indústria brasileira de fundos de investimento registrou captação líquida de R$ 49,9 bilhões no primeiro trimestre. O montante é maior do que a média da captação do mesmo período nos últimos quatro anos, segundo dados divulgados pela ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais). O resultado foi impulsionado pelos fundos de ações e multimercados, que juntos captaram R$ 42,1 bilhões, ou seja, 84% do total. No primeiro trimestre de 2017, esses fundos representaram 20% da captação da indústria, enquanto os fundos de renda fixa totalizaram 67%.

Toro Investimentos recebe aporte de R$ 46 milhões

A Toro Investimentos, fintech de investimentos e educação financeira, recebeu um aporte de R$ 46 milhões por cerca de 25% de suas ações de um grupo de investidores, incluindo o Eugênio Mattar, atual CEO da Localiza.

Intenção de Investimentos avança no 1º trimestre de 2018

O Indicador de Intenção de Investimentos da Indústria da Fundação Getulio Vargas avançou 7,7 pontos no primeiro trimestre de 2018 em relação ao trimestre anterior, atingindo 123,7 pontos, o maior nível desde o quarto trimestre de 2013 (129,5). 

Aumento de taxas do aço nos EUA repercute nos mercados

As bolsas de valores da Ásia fecharam em baixa hoje (2), e o mercado financeiro europeu também apresentou baixas nas operações da manhã, num possível reflexo da reação negativa ao anúncio feito pelo presidente Donald Trump de que os Estados Unidos irão impor uma nova taxa para importação de aço e de alumínio.

Cotas do FII HEDGEFOF começam a ser negociadas na B3

Um novo fundo de investimento, o HEDGE TOP FOFII 3 Fundo de Investimento Imobiliário direcionado a investidores em geral, passa a ter suas cotas negociadas no mercado de bolsa nesta quinta-feira (01). Com nome de pregão FII HEDGEFOF e código de negociação de HFOF11, o lote-padrão é de uma cota e a cotação será em R$ por unidade.

Bolsas operam em queda após ata do FOMC

As principais bolsas de valores globais apresentam perdas na manhã desta quinta-feira, 22, após a divulgação da Ata do FOMC nos Estados Unidos, indicando a possibilidade de elevação na taxa de juros, em níveis acima que o previsto inicialmente.

Investimentos das pessoas físicas atingem R$ 2,7 tri em 2017

As aplicações dos brasileiros em produtos financeiros atingiram R$ 2,7 trilhões em 2017, o que indica alta de 11,8% na comparação a 2016. Os resultados fazem parte de relatório da ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) que consolida os investimentos das 73,7 milhões de contas dos segmentos de varejo e de private banking das instituições do país.

Assinar este feed RSS