Enel adquire ações da Eletropaulo em leilão da companhia

  •  
Enel adquire ações da Eletropaulo em leilão da companhia Foto: Divulgação

A Eletropaulo Metropolitana Eletricidade de São Paulo S.A. (B3: ELPL3) anunciou aos seus acionistas e ao mercado em geral o resultado do leilão realizado hoje, 22, da oferta pública de aquisição de ações ordinárias de emissão da Companhia, visando ao cancelamento do registro de companhia aberta da Eletropaulo perante a CVM sob a categoria 'A' e conversão para a categoria 'B' ('Conversão de Registro'), cujo edital foi publicado em 21 de outubro de 2019.

Como resultado do Leilão: (i) a Enel Brasil S.A. ('Ofertante') adquiriu 2.959.302 ações ordinárias de emissão da Companhia, representativas de 1,48% do seu capital social total; e (ii) remanesceram em circulação 5.174.050 ações ordinárias de emissão da Eletropaulo, representativas de 2,58% do seu capital social total ('Ações Remanescentes'). As ações foram adquiridas pelo preço unitário de R$ 49,39, totalizando o valor de R$ 146.159.925,78. A liquidação financeira das aquisições realizadas no Leilão ocorrerá em 25 de novembro de 2019.

Tendo em vista que o quórum de sucesso da Oferta estabelecido no artigo 16, inciso II, da Instrução CVM 361/02 já havia sido atingido, conforme indicado no item 2.7 do Edital, após a conclusão da Oferta a Companhia dará prosseguimento aos procedimentos necessários à implementação da Conversão de Registro. Além disso, como informado no item 2.7.2 do Edital, a Ofertante fará com que a Companhia também promova, logo após a liquidação da Oferta, o resgate das Ações Remanescentes, já tendo sido convocada assembleia geral extraordinária de acionistas da Eletropaulo para deliberar acerca do Resgate Compulsório, a ser realizada em 26 de novembro de 2019 - observado que, até a aprovação do Resgate Compulsório, os acionistas titulares das Ações Remanescentes poderão exercer a faculdade prevista no artigo 10, § 2º, da Instrução CVM 361/02, conforme o disposto no item 6.2 do Edital.

As ações de emissão da Companhia deixam de ser negociadas no segmento especial de listagem Novo Mercado, a partir de 22 de novembro de 2019, permanecendo em negociação na B3 S.A. - Brasil, Bolsa, Balcão - até a aprovação do Resgate Compulsório ou a conclusão da Conversão de Registro, o que ocorrer primeiro.

(Redação - Investimentos e Notícias)