Volvo comunica recall de modelo XC90

  •  
Volvo comunica recall de modelo XC90 Foto: Divulgação Volvo comunica recall de modelo XC90

A Volvo Car Brasil Importação e Comércio de Veículos Ltda. convoca, nesta quinta-feira, dia 20 de agosto, os proprietários dos veículos Volvo, modelo XC90, fabricados entre 18 de maio de 2015 a 26 de maio de 2015, com chassis de YV1LFA2CCG1007703 a YV1LFA2CCG1007714, a comparecerem a uma concessionária da empresa para realizar a modificação dos painéis de acabamento interno traseiro, lado direito e lado esquerdo. O atendimento será feito a partir de 24 de agosto de 2015.

No comunicado, a empresa informa ter detectado que, caso ocorra uma colisão que implique em acionamento da cortina inflável do airbag da terceira fileira de assentos do veículo, a mesma poderá não inflar por completo, aumentando o risco dos ocupantes desses assentos de se chocarem contra a lateral interna do veículo, sem qualquer amortecimento, o que poderá resultar em danos físicos, incluindo lesões graves ou até mesmo fatais.

Para corrigir o problema, os painéis de acabamento interno da coluna 'D' - lados direito e esquerdo da terceira fileira de assentos - serão removidos para ajuste do ponto de fixação superior desse painel na carroceria. Esse ajuste inclui a adição de uma pequena alça plástica a ser fixada por parafusos, o que proporcionará uma melhor fixação e o correto deslocamento desse painel no momento em que a cortina de airbag for inflada. Até que seja feita a correção, a empresa solicita, como medida preventiva, que a terceira fileira de assentos do veículo não seja ocupada.

Para mais informações, a empresa disponibiliza o telefone 0800 707 7590, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, e o e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

A empresa deverá apresentar os esclarecimentos que se fizerem necessários, conforme determina o Código de Defesa do Consumidor (CDC), inclusive com informações claras e precisas sobre os riscos para o consumidor. A Fundação Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Governo do Estado de São Paulo, orienta os consumidores sobre seus direitos.

(Redação - Agência IN)