Cinco dicas para organizar as finanças da sua empresa em 2014

  •  

Começo de ano é tempo para refazer o planejamento e traçar novas diretrizes. O início de um novo ciclo é hora propícia para colocar a empresa em ordem, revendo o que passou, cortando despesas e estabelecendo metas para crescimento. Confira cinco dias para manter a saúde econômica do seu negócio:

Reveja seus números – Olhe para as finanças do ano anterior e analise se seu fluxo de caixa foi consistente, ou se o resultado foi coerente com suas metas. Uma boa maneira de projetar seu fluxo é analisar 2013 e entender se houve pontos de alerta. Sobre as metas, observe se atingiu 100% e considere um 2014 mais agressivo.

Analise o calendário - 2014 será um ano diferente para os brasileiros. A Copa do Mundo reorganizou o calendário e isso pode influenciar muito a sazonalidade do faturamento do seu negócio, dependendo do ramo de atuação. Os varejistas estão otimistas, mas o período dos jogos pode não ser bom para o pessoal de serviços, principalmente para quem atua com Business to Business (B2B).

Defina prioridades - Escolher bem seus objetivos é ideal para manter o foco na hora de planejar as finanças. Crie uma lista dos investimentos mais importantes e procure maneiras de encaixá-los de forma saudável no seu fluxo de caixa. Faça acontecer.

Pense grande, mas com moderação - Planeje ambiciosamente seu ano, projete um percentual de crescimento alcançável, que deixe a equipe motivada e desafiada. Porém, estude custos considerando diversos cenários de faturamento, tanto dentro quanto fora da meta. Custos são iguais cabelos ou unhas, temos que cortar sempre!

O melhor é o orçamento base zero - Planejar e projetar custos é essencial para o bom desempenho da sua empresa, mas definir orçamento em excesso para algumas áreas pode ser perigoso, caso a equipe não seja prudente com gastos. Tente orientar os colaboradores a evitarem despesas, atrelando avaliação e bonificação à eficiência no controle.

Por Luan Gabellini