Desemprego fica estável em quatro regiões metropolitanas, revela IBGE

  •  
Desemprego fica estável em quatro regiões metropolitanas (Foto: Divulgação) Desemprego fica estável em quatro regiões metropolitanas

Nesta quinta-feira, 26, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) anunciou que em maio de 2014 a taxa de desemprego ficou estável nas quatro regiões divulgadas (Recife, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo), em relação ao mês anterior. Já em comparação com o mesmo período do ano anterior, a taxa declinou 1,8 ponto percentual no Rio de Janeiro e 1,2 ponto percentual em São Paulo. Em Recife e Belo Horizonte, o cenário foi de estabilidade.

Com isso, o contingente de desocupados, em maio de 2014, manteve-se estável em todas as regiões na comparação com abril. No confronto com maio de 2013, caiu 34,8% na região metropolitana do Rio de Janeiro, 21,7% em São Paulo e manteve a estabilidade em Recife e Belo Horizonte.

Na classificação por posição na ocupação, em maio de 2014, a população ocupada com carteira assinada no setor privado permaneceu estável nas quatro regiões divulgadas na comparação com abril. No confronto com maio de 2013, a região metropolitana de São Paulo apresentou aumento de 3,7% e as demais regiões mantiveram situação de estabilidade. Em relação aos empregados sem carteira assinada no setor privado, na comparação mensal, Recife teve aumento de 13,5% e as outras três regiões permaneceram estáveis. Na comparação com maio de 2013, São Paulo registrou queda de 22,5% e Belo Horizonte, de 11,8%.

Por outro lado, na classificação por grupamentos de atividade, em maio de 2014, Recife apresentou queda de 12,2% nos serviços domésticos em relação a abril e de 17,5% no confronto com maio de 2013. Nesse mesmo grupamento, Belo Horizonte registrou queda de 8,8% na comparação com maio de 2013. Os demais grupamentos de atividade mantiveram a estabilidade nas duas comparações, nas quatro regiões divulgadas.

Para finalizar, de abril para maio de 2013, o rendimento médio real caiu nas regiões metropolitanas de Recife (-1,1%) e Belo Horizonte (-1,4%) e subiu na região metropolitana do Rio de Janeiro (2,9%), mantendo-se estável em São Paulo. Na comparação com maio de 2013, o rendimento médio real subiu em Recife (8,4%), Rio de Janeiro (7,4%) e São Paulo (1,7%) e caiu 1,6% em Belo Horizonte.

(Redação – Agência IN)