Gamesa amplia sua planta de naceles, na Bahia

  •  
A Gamesa já investiu mais de R$ 106 milhões em desenvolvimento de suas operações no País e desenvolveu uma ampla cadeia de fornecedores locais Foto: Divulgação A Gamesa já investiu mais de R$ 106 milhões em desenvolvimento de suas operações no País e desenvolveu uma ampla cadeia de fornecedores locais

A Gamesa, empresa líder mundial em tecnologia eólica e presente em 52 países, inaugurou oficialmente na segunda-feira, dia 8 de junho, sua fábrica de naceles em Camaçari, na Bahia. A planta, que tem capacidade de geração de 640 MW de energia, contou com investimento de R$ 30 milhões, reforçando assim suas operações no País, o que vai permitir duplicar a sua força de trabalho, que ascenderá a 570 empregados até ao fim deste ano.

A inauguração foi presidida pelo governador da Bahia, Rui Costa dos Santos, pelo prefeito de Camaçari, Ademar Delgado, e pela presidente executiva de Abeeolica, Elbia Gannoum. Além das autoridades do País estiveram presentes Ignacio Martín, presidente da Gamesa, Xabier Etxeberria, diretor-geral executivo, José Antonio Miranda, CEO para América Latina, e Edgard Corrochano, diretor-geral da Gamesa no Brasil, entre outros diretores da companhia.

A fábrica de naceles, única da Gamesa na América Latina, foi implantada em setembro de 2014, quatro meses antes do exigido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para manter sua subscrição no Finame. A planta conta com uma linha multimodelo: atualmente produz naceles para a turbina G97-2.0 MW e, a partir de janeiro de 2016, será introduzido também o modelo G114, um aerogerador que reduz em 10% o custo da energia relativamente ao modelo anterior. Ambas as máquinas foram parte da plataforma 2.0-2.5 MW da Gamesa, das quais já foram instaladas mais de 1.000 MW no Brasil.

Desde sua entrada no Brasil, a Gamesa já investiu mais de R$ 106 milhões em desenvolvimento de suas operações no País e desenvolveu uma ampla cadeia de fornecedores locais.

'A realização dessa planta demonstra nossa aposta industrial no Brasil e nosso compromisso com o desenvolvimento da energia eólica e da base industrial do País. Essa ampliação reforça nossas operações em um mercado prioritário para a Gamesa: em 2014, o Brasil foi o responsável por 22% do total de MW vendidos pela companhia. A Gamesa é um dos fabricantes líderes desse mercado, graças a uma estratégia de negócio que combina liderança global com conhecimento local, aliado a um forte compromisso com o desenvolvimento de suas comunidades em termos de geração de riqueza, criando emprego por meio de aquisições e alianças com fornecedores locais', destaca Ignacio Martín, presidente da Gamesa.

'O Nordeste brasileiro tem um papel estratégico para a Gamesa, pois é uma região onde se encontra grande parte dos parques eólicos nacionais graças a suas excelentes condições de vento', afirma Edgard Corrochano, diretor-geral da Gamesa no Brasil. Ele ressalta a importância do polo de Camaçari para a indústria eólica, graças ao esforço que realiza o governo regional para atrair fornecedores competitivos e favorecer os investimentos.

A companhia começou sua instalação industrial no País em 2011. Nesses quatro anos, a empresa já instalou mais de 1.000 MW e conta com pedidos fechados para a geração de mais 1.500 MW nos próximos anos em projetos que estão se desenvolvendo nas principais zonas com recursos eólicos do Brasil. A Gamesa também faz o gerenciamento dos serviços de operação e manutenção de cerca de 700 MW para diferentes clientes.

(Redação - Agência IN)